Conecte-se conosco

COLUNA - PRAGAS URBANAS & VOCÊ

CARRAPATOS | Quais os riscos?

Foto: Reprodução / Fonte: Correio Paraense

Os carrapatos são ectoparasitas (São designados ectoparasitas ou parasitas externos os tipos de parasitas que se instalam fora do corpo do hospedeiro, como no caso de piolhos, ácaro vermelho, pulgas, sanguessugas, entre outros). Uma boa parte de tais parasitas alimenta-se principalmente do sangue do hospedeiro, inclusive o homem. São pragas que devemos nos preocupar, pois além de coceiras, transmitem diversas doenças. Por essa razão, as medidas preventivas contra a infestação de Carrapatos têm grande importância.

 DOENÇAS

Os carrapatos alimentam-se do sangue de seus hospedeiros, através da picada. As doenças também são transmitidas através dessa picada. No entanto, acalme-se. Nem todos os carrapatos irão transmitir doenças automaticamente, para tal eles precisam estar infectados. Existem algumas espécies de carrapatos, responsáveis pela transmissão de certas doenças. Segue alguns breves exemples.

Babesiose canina – uma doença grave e muito comum:

É causada por um protozoário, capaz de causar a infecção dos glóbulos vermelhos dos cães, destruindo-os e levando a uma anemia grave. Ela é transmitida por várias espécies de carrapatos.

    SINTOMAS – Perda de apetite, apatia, febre, anemia (mucosas pálidas), coloração amarela da pele e/ou olhos e diarreia.

Erliquiose canina:

A doença é causada por uma bactéria, transmitida pelo famoso carrapato marrom. O carrapato se contamina quando pica um animal parasitado e, ao picar um segundo cão, transmite a doença.

SINTOMAS – Febre, perda de apetite e peso, manchas na pele, fraqueza muscular e em estados avançados, sangramentos nasais e vômitos. A erliquiose possui três fases, dependente do tempo da infecção.

Doença de Lyme – Essa é transmissível do animal para o homem:

É causada por uma bactéria (Borrelia), transmitido pelo carrapato Ixodes.

SINTOMAS – Leva à lesões avermelhadas na pele e problemas articulares. Felizmente são raros os casos no Brasil.

Febre Maculosa – Também transmissível do animal para o homem:

Transmitida pelo carrapato estrela. Vários animais domésticos e silvestres são reservatórios da doença, porém raríssimos carrapatos estão infectados e poderão transmitir a doença, sendo sua ocorrência esporádica.

 SINTOMAS – No homem a doença causa febre alta, manchas na pele e debilitação progressiva. Esses sinais aparecem de 2 a 14 dias após a picada do carrapato infectado.

Não se desespere caso seu cão esteja infestado por carrapatos. Primeiro é preciso saber se a região possui focos da doença, e mesmo assim, se o animal tiver o agente da febre maculosa, o dono só será contaminado se for picado pelo carrapato que estava no animal.

O controle de carrapatos no ambiente e simultaneamente nos animais através produtos e técnicas específicas, é a medida sanitária mais eficaz para controlar essas doenças. Em nenhuma hipótese o animal infestado deve ser sacrificado ou abandonado pelos donos. Em caso de dúvida procure seu médico-veterinário para tratar os pets e uma empresa de controle de Pragas de sua confiança para tratar o ambiente.

Proteja-se! Pragas podem matar.

Por: Sidney Costa – Diretor da ECCOPRAGA – Soluções ambientais

Instagram @eccopraga
Fone/ WhatsApp: (91) 98127-0480
E-mail: eccopraga@eccopraga.com   

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.