Conecte-se conosco

BELÉM

Igrejas cedem templos para vacinação contra a covid-19 na Região Metropolitana de Belém

Em ação conjunta com os municípios, igrejas funcionam como pontos de imunização garantindo conforto para idosos

Foto: Marco Santos / Ag. Pará / Fonte: Agência Pará

O governador Helder Barbalho acompanhou na tarde desta quinta-feira (25) a vacinação para idosos com idades a partir de 64 anos, na Catedral da Universal, em Belém. A ação conjunta com a Prefeitura de Belém e as entidades religiosas garante conforto e rapidez para a imunização contra a Covid-19 desse segmento populacional.

“É muito importante as Igrejas abrirem as portas para a vacinação, fazendo esse chamamento para que a população possa se cuidar e se imunizar com conforto, respeito e evitando aglomeração. É a união de todos os esforços para fazer com que a vacina chegue mais rápido para todos. Este é o único caminho para proteger a população, vacinar’’, reforçou o governador. 

“Achei uma inciativa importante, abrir as portas da igreja e ajudar o povo que está precisando. Eu agradeço muito a Deus por esse espaço e por essa oportunidade. Estou me sentindo feliz por ter me vacinado e espero que todos consigam’’, disse a aposentada, Maria José da Conceição, logo após se vacinar nesta tarde de quinta-feira, na Igreja Universal, que ela frequenta em tempos normais.

Voluntários da Igreja fornecem apoio estrutural e logístico aos profissionais da saúde que aplicam as vacinas. “Nós visamos à vida, não tem religião, não tem partido. Estamos olhando para cada uma das pessoas que estão padecendo seja no Pará, no Brasil e no mundo. A Igreja Universal se dispôs, desde o pedido do governador para que se abrissem os templos, para que a gente pudesse atender à população, e, imediatamente, nós abrimos as portas, convocamos os voluntários. É o momento de unir forças’’, ressaltou o bispo Eduardo Guilherme. 

A campanha de vacinação contra Covid-19, no Pará, ocorre com uma grande operação logística montada pelo Governo do Estado para a distribuição das vacinas disponibilizadas pelo Ministério da Saúde, com envio de remessas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sespa) para todas as regiões do Estado.

“Nós temos a estratégia de garantir oferta de leitos e ampliar a vacinação para chegar aos grupos de maior risco. Por isso o foco de imunizar as pessoas com 60 anos ou mais no momento. Cientificamente, nós temos acompanhado com os municípios e se percebe uma estabilização no número de pessoas infectadas, esse é o ponto crucial fazer com que haja uma estabilização no número de contágio e na pressão hospitalar’’, afirmou o governador.

No Pará, a Universal cedeu espaços em templos localizados nas cidades de Ananindeua e Marituba, na Região Metropolitana de Belém (RMB). 

“Este sentimento de solidariedade entre governos de toda a região metropolitana, o governo do estado e as instituições empresariais e religiosas reforçam os laços de cooperação com a vida. Nesta semana, são mais de 100 mil vacinados entre 60 e 70 anos e conforme vão diminuindo as idades, o número de habitantes aumenta, então ainda há muitos desafios’’, enfatizou o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues.

Por Bruna Brabo (SECOM)

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.