Conecte-se conosco

EDUCAÇÃO

Equipe de Ananindeua vence etapa regional do Torneio SESI de Robótica First Lego League

Competição focou em soluções na área de energia renovável

Publicadas

sobre

Foto: Reprodução | Fonte: Correio Paraense

Com recorde de inscritos, encerrou nesta sexta-feira, 10, a terceira edição regional do Torneio SESI de Robótica First Lego League que reuniu em Ananindeua, mais de 200 estudantes com idades entre 09 e 16 anos, dos estados do Pará, Acre, Amapá e Roraima. E a grande vencedora da etapa regional do Torneio, considerado uma das maiores competições de robótica educacional do mundo, é a equipe Born to Fight, da escola SESI Ananindeua. 

A equipe teve o melhor desempenho na somatória geral de pontos das categorias que compõem o torneio, entre elas o Core Values, quando são avaliados o trabalho em equipe e o respeito mútuo; o Desafio do Robô, quando são julgadas as missões realizadas pelo robô na mesa de competição; o Design do Robô, que julga a utilização da tecnologia LEGO® Mindstorm para o desenvolvimento do desenho mecânico de robôs autônomos; e a categoria Projeto de Inovação, quando os competidores apresentam propostas de solução para um problema do mundo real de acordo com o desafio da temporada. 

Este ano, o torneio desafiou as crianças e adolescentes participantes a apresentarem soluções para a geração de energia a partir de fontes renováveis e mais econômicas. Com o tema Super Powered, as equipes da FLL usaram a criatividade para pensar em um futuro energético inovador e sustentável. O técnico da equipe campeã, professor Israel Braga, afirma que a vitória é fruto do esforço coletivo e dedicação dos alunos. “A robótica é um ensinamento totalmente relacionado com a vida como ela é hoje. E por meio da ciência, tecnologia, arte, engenharia e matemática gera aprendizados que vão contribuir para o futuro desses jovens”, comenta o professor. 

“A robótica, eu vou levar para a minha vida toda”, afirma emocionado o estudante Lucas Batista, 13, membro da equipe campeã Born to Fight. “A robótica me ensina a ser uma pessoa cada vez melhor, alguém que sabe trabalhar em equipe, me ensinou a ter persistência, acreditar no meu futuro e é isso que faz desse torneio algo tão importante”, avalia o jovem. 

O presidente do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA) e diretor Regional do SESI, José Conrado Santos, afirma que a robótica é um alicerce para a educação do futuro. “Esta terceira edição do torneio de robótica no Pará vai ao encontro ao que nós traçamos lá atrás, que é dar atenção à educação e à inovação. Isso aqui é o futuro do Brasil e esses duzentos jovens inscritos serão possivelmente futuros cientistas, engenheiros ou profissionais envolvidos na inovação, que é para onde caminha a oferta de emprego, a geração de renda, e isso está totalmente em sintonia com a indústria”, afirma José Conrado Santos. 

Das 36 equipes participantes, cinco estarão habilitadas para a etapa nacional do torneio. Entre elas estão as três vencedoras da categoria Champion’s Award: Born to Fight (1º lugar), Engenheiros em Ação (2º lugar), e Bricks of Pará (3º lugar); além de outras duas equipes, a Acrebóticos e a Green League. 

Abaixo os vencedores da etapa regional do Torneio SESI de Robótica First Lego League 

Categoria Champion’s Award 

1º Lugar: Born to Fight 

2º Lugar: Engenheiros em Ação 

3º Lugar:  Bricks of Pará 

Categoria Core Values 

1º Lugar: Green League 

2º Lugar: Acrebóticos 

3º Lugar: Lego Verde 

Categoria Desempenho do Robô 

1º Lugar: Engenheiros em Ação 

2º Lugar: RoboFox 

3º Lugar: Born to Fight 

Categoria Design do Robô 

1º Lugar: Tubatronics 

2º Lugar: Pavulagem 

3º Lugar: Botos do Tapajós 

Categoria Projeto de Inovação 

1º Lugar: RoboTech 

2º Lugar: RoboFox 

3º Lugar: Princesas do Miriti 

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.