Conecte-se conosco

POLÍCIA

Em Salinópolis, homem é preso por armazenamento e transmissão de conteúdo pornográfico infantil

A operação da Polícia Civil já deu cumprimento a três mandados de prisão e mandados de busca e apreensão

Foto: Ascom / PCPA / Fonte: Agência Pará

Na manhã desta quinta-feira (07), a Polícia Civil, por meio da Divisão de Combate a Crimes Contra Grupos Vulneráveis Praticados por Meios Cibernéticos, deflagrou a 3ª fase da “Operação Isis”, que se destina a combater crimes de transmissão e de armazenamento de conteúdo audiovisual de pornografia infantil praticados em ambiente virtual. Durante a ação, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão, sendo um em Belém e dois em Salinópolis, onde também foi cumprido o mandado de prisão preventiva contra um homem. A ordem judicial foi expedida pela comarca local.

Segunda a Polícia Civil, no decorrer das investigações, iniciadas através de informações repassadas por uma organização internacional de proteção aos direitos das crianças e da Polícia Federal, foram reunidos indícios de autoria e provas de materialidade de crimes de transmissão e de armazenamento de conteúdo audiovisual de pornografia infantil praticados no interior do Estado, em ambiente virtual.

“Depois de receber informações sobre os crimes, nós efetuamos diligências para reunir indícios de autoria e materialidade e representamos ao poder judiciário pelas medidas cautelares. Portanto, essa fase da operação é resultado de um esforço constante da Polícia Civil em punir e reprimir crimes contra crianças e adolescentes no ambiente virtual”, explicou a titular da Divisão de Combate a Crimes Contra Grupos Vulneráveis, delegada Lua Figueiredo.

Durante a operação, um homem foi preso e com ele apreendido um aparelho celular, que será encaminhado para perícia. Após a prisão, o investigado foi encaminhado à unidade policial para procedimentos cabíveis e seguirá para o sistema penitenciário, onde ficará à disposição da Justiça.

“Operação Isis”, que está na 3ª fase, já deu cumprimento a três mandados  de prisão e mandados de busca e apreensão, em que diversos dispositivos celulares e informáticos foram apreendidos. As diligências desta manhã foram coordenadas pela Diretoria de Combate a Crimes Cibernéticos, através da Divisão de Combate a Crimes Contra Grupos Vulneráveis Praticados por Meios Cibernéticos, com o apoio e participação da Diretoria de Polícia do Interior, Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis e Peritos do Centro de Perícias Renato Chaves.

Serviço:
O crime de armazenamento, transmissão e produção de conteúdo pornográfico infantil pode ser denunciado em qualquer delegacia de Polícia Civil, ou pelo Disque-denúncia, por meio do número 181. A ligação é gratuita e o sigilo é garantido.

Por Roberta Meireles (PC)

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.