Conecte-se conosco

MUNICIPIOS

Escolas dos municípios de Belterra e Juruti ganham premiação por combate ao trabalho infantil

Foto: Reprodução / Fonte: O Estado Net

Os municípios de Belterra e Juruti, no oeste do Pará, foram premiados por ações voltadas à erradicação do trabalho infantil no estado. No último dia 1º, os representantes e alunos de escolas de ambas as cidades, vencedoras nas categorias Conto, Poesia, Música e Desenho, da etapa regional do Prêmio da etapa regional do MPT na Escola. Ao todo, sete trabalhos foram premiados.

A cerimônia de premiação dessa etapa regional contempla o eixo educação do projeto Resgate a Infância, desenvolvido nacionalmente pela Coordenadoria de Combate ao Trabalho Infantil (Coordinfância) do Ministério Público do Trabalho. Além do eixo educação, a iniciativa também engloba os eixos políticas públicas e aprendizagem.

No Pará, o MPT na Escola foi realizado, em 2021, pela Procuradoria do Trabalho no Município (PTM) de Santarém. Para a procuradora do Trabalho, Marcela Santana, que conduziu o projeto nos municípios abrangidos pela PTM, tanto o projeto social quanto a premiação tem uma importância muito grande, uma vez que promove ações de enfrentamento a um mal que ainda deixa muitas sequelas nas famílias paraenses. “A iniciativa busca conscientizar crianças e adolescentes acerca dos seus direitos fundamentais, bem como alertar familiares e comunidade sobre os danos causados pela exploração de trabalho infantil”, disse. 

O evento foi realizado por meio virtual. Segundo a procuradora do Trabalho, Rejane Alves, coordenadora regional da Coordinfância, a premiação, mesmo ocorrendo de forma remota, aproximou quem está diretamente envolvido em ações de erradicação do trabalho infantil. 

“Essa foi uma tentativa de mesmo na distância, nos aproximarmos”, comentou ela. 

“Estamos felizes e honrados em receber a premiação por Belterra, é o primeiro ano que concorremos e já chegamos na etapa estadual. São nossos alunos mostrando que estamos engajados em erradicar o trabalho infantil”, disse a coordenadora municipal do projeto em Belterra, Emanuelle Farias.

Janilson Barbosa de Melo, coordenador municipal do projeto em Juruti, contou que já são veteranos na ação, “quando o município faz adesão novamente ao projeto demonstra a necessidade de manter esse viés sensível ao tema. O prêmio é um marco que nos motiva a continuarmos sempre lutando por uma causa nobre tendo a educação como promotora”, finalizou.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.