Conecte-se conosco

COLUNA - SAÚDE & BEM ESTAR

Pilates e assoalho pélvico

Foto: Reprodução / Fonte: Correio Paraense

Assoalho pélvico são os músculos que se localizam na região inferior da pelve, é o “chão” do powerhouse trabalhado no Pilates.

Com o avanço da idade, esses músculos tendem a ficar fracos e podem trazer várias disfunções, como prolapso genital, incontinência urinária e até problemas sexuais.

Muitas mulheres sofrem o constrangimento da incontinência urinária, acreditando ser normal, sem saber que a principal causa é o enfraquecimento da região.

A fraqueza de assoalho pélvico pode acontecer por diversos motivos, seja por falta de trabalho de fortalecimento específico, envelhecimento natural, ou por alterações hormonais, como a menopausa.

A estimativa é de que 50% das mulheres tendam a desenvolver alguma disfunção pélvica ao longo da vida por perda de suporte da musculatura.

Sabendo contrair corretamente a musculatura íntima profunda, o Pilates definitivamente auxilia na prevenção e tratamento da fraqueza do assoalho pélvico.

O que pode ocorrer também durante a gestação, os músculos do assoalho pélvico tendem a ficar mais fracos, alongados e sobrecarregados, devido a alterações hormonais e sobrecarga do útero.

O Pilates durante a gestação auxilia na preparação desse assoalho, favorecendo o parto normal.

E no pós-parto auxilia no retorno e reorganização dessa musculatura.

Serviço:

Telefone: WhatsApp: (91) 98847-8323
Acompanhe pelo https://www.instagram.com/@dayara_costaa

Por: Dayara Costa – Fisioterapeuta dermatofuncional e Instrutora de Pilates

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.