Conecte-se conosco

Nossa Cultura

Açaí – Muito mais que um fruto, sabor marajoara

Foto: Reprodução / Fonte: Correio Paraense

Açaí ou juçara, como preferir, é um fruto brasileiro cultivado predominantemente na região amazônica. sendo cerca de 90% da sua produção no estado do Pará. Com sua cor escura, que vai do roxo ao preto, o fruto arredondado nasce em cachos e, na maioria das vezes, em locais com solos mais úmidos ou alagados.

Mesmo sendo um fruto característico da Região Norte do país, o açaí se popularizou nacionalmente e é utilizado de diversas formas na culinária brasileira, já que possui muitas propriedades nutricionais.

O “ouro negro” da Amazônia é uma superfruta com o título de fruto mais completo do mundo, inclusive pela sua composição química. Anti-inflamatório, anti-câncer, antioxidante, contra malária, proteção do cérebro contra o alzheimer, e uma grande lista de benefícios que fazem do açaí, um alimento-remédio.

Açaí e o Pará

Na região norte e nordeste costumamos tomar o suco do açaí. O fruto é amassado à mão ou em máquinas específicas, peneirado e adicionado à água para ser consumido. E você pode variar o seu suco, “põe tapioca, põe farinha d’água, põe açúcar, não põe nada” e pode ser consumido com outros alimentos, como arroz, feijão, carnes, camarão, charque, peixe e outros alimentos. Também pode ser consumido como uma sobremesa. Outra forma de consumo é o vinho de açaí. Nesse caso, além de amassada, a fruta passa por um processo de fermentação.

Por meio do açaizeiro, além do fruto, também se aproveitam as folhas, raízes, palmito e tronco. Como ele é cultivado, em grande parte, junto à população ribeirinha, as folhas e troncos do açaizeiro são usados para fazer desde casas até para a produção de objetos como bolsas e chapéus, muito procurados pelos turistas, o que contribui com as atividades econômicas da nossa região.

Como já dizia Nilson Chaves:

És a planta que alimenta
A paixão do nosso povo
Macho fêmea das touceiras
Onde Oxossi faz seu posto…

A mais magra das palmeiras
Mas mulher do sangue grosso
E homem do sangue vasto
Tu te entrega até o caroço…

E tua fruta vai rolando
Para os nossos alguidares
Tu te entregas ao sacrifício
Fruta santa, fruta mártir
Tens o dom de seres muito
Onde muitos não têm nada
Uns te chamam açaizeiro
Outros te chamam juçara…

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.