Conecte-se conosco

BOA AÇÃO

ONG de Belém recebe 1 tonelada e meia de alimentos para Ação humanitária emergencial

Os alimentos serão distribuídos para as famílias cadastradas da baixada do Jurunas e outras comunidades.

Foto: Reprodução / Fonte: Organização Comunitária de Adesão Social - OCAS

A Organização comunitária de adesão social (OCAS) em parceria com G10 Favelas irá receber mais de uma tonelada e meia de feijão com arroz, nesta. Próximo sábado (15) às 16h.  Ação humanitária emergencial de entrega de alimentos será distribuída para mais de mil famílias atendidas pela ONG.

“Estamos muito felizes pela continuação das ações juntamente com pessoas importantes na elaboração, na execução de projetos sociais com desenvolvimento ao empreendedorismo dentro da comunidade, já realizamos muitas ações na também em outras localidade trabalhando a arte e a assistência social para quem ficou desempregado ou de quem está sem condições financeira na pandemia.”

A OCAS, localizada no bairro do Jurunas, baixada de Belém do Pará, com foco na sustentabilidade social e ambiental, se prepara para uma ação humanitária de enfrentamento à pandemia. Os alimentos serão destinadas às mais de mil famílias atendidas pelos projetos como; Pediatria Solidária que atende crianças da comunidade, Clínica Médica Solidária, Ginecologista/Obstetrícia solidária, Escovódromo dentário, Projeto Costurando Sonho em parceria com G10 Favelas com atendimento voltado na confecção de máscara.

“Com o intuito de tentar minimizar a situação da fome na capital e em outras comunidades, ações como essa de entrega de mais de uma tonelada e meia de alimentos seguirá de forma contínua, em junho na tentativa de ajudar ainda mais famílias atendidas iremos realizar ação médica com  mais de 300 atendimentos médicos, pediátricos, ginecológicos e obstétricos, com certeza ações importantes para combater a fome que foi um dos impactos gerados pela pandemia junto com desemprego”.  Afirma o cantor e compositor Renato Rosas.

Sobre OCAS

A Organização Comunitária de Adesão Social – OCAS é uma associação sem fins lucrativos que faz elaboração, execução e gestão de projetos sócio-ambientais para ações humanitárias de enfrentamento à pandemia do Covid-19 & desenvolvimento de empreendedorismo em comunidades do estado do Pará, dentre elas a comunidade caripunas beira-mar e vila manteiga no bairro do jurunas, a comunidade vila do Arapixi na ilha do Marajó/Pa, comunidade Carananzinho em Salinópolis/Pa, comunidade Putiri em Mocajuba/Pa. A OCAS cadastrou de famílias nestas comunidades para realizar assistência emergencial durante a pandemia e trabalhar a execuçāo de planos projetados por profissionais engajados em desenvolver atividades para inclusāo social, empreendedorismo cultural, capacitaçāo profissional, Prevençāo de Saúde através de profissionais biomédicos, soluções nutricionais com produtos orgânicos e sugestões de novas tecnologias de Monitoramento Populacional para observaçāo de riscos sócio-ambientais. Nesta ano de 2020 a ONG realizou o Recrutamento de presidente rua, para fins de organização comunitária no Bairro do Jurunas para a ação médica com @pedsolidaria e apoio da @lasaudedamulher e @ocas.org na organização, as iniciativas foram criadas pelo bloco @g10favelas, o qual tem Renato Rosas como embaixador da Amazônia, o bloco @g10favelas virou exemplo mundial de ações positivas na pandemia e junto com a OCAS realizaram a
Projeto Pediatria Solidária, Clínica Médica Solidária, Ginecologia/Obstetrícia Solidária /Escovódromo com patrocínios de médicos que arcaram com todos os custos por meio de consultas  médicas, tendo a contrapartida da ONG os cadastros e os espaços  disponíveis para tal ação. O projeto Costurando Sonhos conta com o patrocínio do G10 Favelas para confecção de  máscaras de algodão tricoline feitas por três costureiras do bairro do Jurunas cadastradas pela ONG. O Natal Solidário para 50 crianças por meio do patrocínio de doadores civis em vaquinhas online para compra de 50 brinquedos, 50 cestas básicas para a ceia do Ano Novo, com programação infantil.
As doações recebidas pela ONG em 2020 foram: 684 cartões Alelo (Cesta  Básica) da Fundação Banco do Brasil; 5.000 cestas básicas,1500 Kits de limpeza, 400 brinquedos educativos, 400 remédios (fortificante/vitaminas), 800 máscaras de algodão, 100 kits de material  escolar. Atualmente a ONG conta com o apoio de toda sociedade e trabalha o desenvolvimento do projeto Emprega Comunidades para recrutar currículos de pessoas desempregadas da comunidade e estuda o beneficiamento do caroço do Açaí para gerar impacto social de caráter ambiental. 

Atenciosamente,
Renato Rosas – Diretor
Biomédico, artista e ativista.

Por: Vitor Moraes

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.