Conecte-se conosco

POLÊMICA

Respiradores novos são achados em ‘parede falsa’ no hospital Hospital Abelardo Santos; Secretaria de Saúde do Estado nega

Foto: Reprodução/Agência Pará / Fonte: Pleno News

Dezenove respiradores novos foram encontrados no Hospital Abelardo Santos, no Pará, logo após uma vistoria. Os aparelhos estavam em uma “parede falsa” de uma sala da unidade hospitalar. O hospital, que é referência no atendimento da Covid-19, não utilizava o equipamento mesmo em meio à segunda onda da pandemia.

A vistoria foi realizada durante o processo de troca de gestão da Organização Social de Saúde (OSS) Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu, que administrava o hospital, no dia 11 de março.

Uma funcionária do hospital, que manteve a identidade preservada, contou à CNN que os respiradores estavam atrás de uma parede falsa no auditório do prédio e que foi preciso quebrar a parede para terem acesso aos equipamentos. De acordo com ela, os 19 respiradores eram registrados no patrimônio do hospital, mas estavam desaparecidos.

A Secretaria de Estado de Saúde do Pará se manifestou nas redes sociais, neste sábado (17), classificando a informação como “notícias falsas de blogueiros”.

A ISSAA (Instituto de Saúde Social e Ambiental da Amazônia), informou em nota que os aparelhos estavam em uma sala nas dependências do hospital, mas não “escondidos” e foram colocados para uso imediatamente, após uma análise técnica.

Segue a nota na íntegra:
A Direção do Instituto de Saúde Social e Ambiental da Amazônia (ISSAA), Organização Social em Saúde (OSS) responsável pela gestão do Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS), no distrito de Icoaraci, em Belém, desde o último dia 11 de março, reitera que preza pela transparência na administração pública, sobretudo, da supremacia do interesse público sobre o privado. Por isso, mais uma vez nega, com veemência, que os 19 respiradores não estavam em parede falsa no momento em que foram identificados.

Os equipamentos identificados na troca da gestão, estavam em uma sala nas dependências do Hospital. Após uma análise técnica, eles, imediatamente, foram colocados em uso, o que possibilitou a abertura de mais Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) exclusivas aos pacientes com a Covid-19. A Direção ressalta ainda que, uma investigação interna está sendo realizada para apurar os fatos.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.