Conecte-se conosco

PARÁ

Governo do Pará retoma abrigos para pessoas em situação de rua

A medida, adotada pelo Estado no ano passado como enfrentamento à pandemia, visa conter o avanço da Covid-19 entre esse segmento social

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Pará

O governador Helder Barbalho esteve na tarde desta quinta-feira (18) na Escola Estadual Lauro Sodré, em Belém, verificando as condições do espaço, que a partir de sexta-feira (19) será um ponto de apoio para pessoas em situação de rua. Com a medida, o governo retoma uma estratégia adotada logo no início da pandemia, em 2020, para prevenir novos contágios pelo novo coronavírus entre esse segmento social. Na última segunda-feira (15), foi instituído lockdown por sete dias em cinco municípios da Região Metropolitana de Belém (RMB), e entre as medidas definidas pelo Governo do Pará está a retomada dos espaços de acolhimento.

“É fundamental a solidariedade de todos. Da mesma forma que nos unimos o ano passado para ajudar pessoas em situação de rua que estavam alojados no Mangueirão (Estádio Olímpico do Pará), agora estamos iniciando este mesmo serviço na Escola Lauro Sodré. Aqui funcionará a central de triagem e de cadastros, e daqui estaremos deslocando para outras duas escolas que servirão de abrigo. Portanto, a partir desta sexta-feira, às 09 h, todos os que estão em situação de rua já poderão se deslocar pra cá, para ter atendimento médico e psicossocial, e possam ser encaminhados aos abrigos permanentes, onde ficarão durante esse momento de pandemia”, informou o governador.

A ação é coordenada pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e conta com o apoio de diversos órgãos, entre os quais as secretarias de Estado de Saúde Pública (Sespa), de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) e de Esporte e Lazer (Seel), além da Polícia Militar e Fundação ParáPaz.

Em março de 2020, o acolhimento de pessoas em situação de rua como enfrentamento à pandemia de Covid-19 ocorreu no Estádio Olímpico e na Arena Multiuso Guilherme Paraense (Mangueirinho). Aproximadamente mil pessoas foram abrigadas pelo Estado, entre mulheres, homens, casais com crianças, idosos e população LGBTQI+. Desta vez, a ação será realizada em três escolas estaduais: Lauro Sodré, onde funcionarão a triagem e o cadastro; Dom Pedro II e Jarbas Passarinho, onde funcionarão os abrigos.

A população poderá participar da ação com doação de roupas, calçados, kits de higiene, roupas de cama e brinquedos, que serão recebidos diariamente, das 8 às 18 h, na Escola Superior de Educação Física.

Proteção aos vulneráveis – Helder Barbalho reforçou a importância do engajamento da população na rede de solidariedade. “O ano passado foi emocionante ver as pessoas se envolvendo na ação, doando alimentos e roupas para ajudar a quem precisa. É por isso que nós fazemos esse chamamento novamente. Vamos continuar neste mesmo espírito de solidariedade ao próximo, a fim de proteger, neste momento difícil, aqueles que estão em vulnerabilidade social”, complementou.

Titular da Seaster, Inocencio Gasparim ressaltou a importância desse processo de retomada no segundo pico da pandemia. “Diante dessa fase mais aguda provocada pela pandemia da Covid-19, o governador Helder Barbalho tem assumido uma série de ações combativas e de proteção à população do nosso Estado, em especial àqueles mais desassistidos. Em 2020 nós coordenamos por seis meses este abrigamento, uma ação muito positiva, que contribuiu para a proteção desse público vulnerável e no suporte à alimentação, lazer e saúde para aqueles que são tidos como invisíveis pela sociedade. Não registramos nenhum caso de Covid-19 entre os abrigados, o que nos faz crer que, sim, o acolhimento deu muito certo”, garantiu o secretário.

A ação de abrigo emergencial voltada a pessoas em situação de rua será retomada nesta sexta-feira (19), partir das 09 h, na Escola Estadual Lauro Sodré, localizada na Travessa Pirajá, 849, bairro do Marco, em Belém.

Por Camila Santos (SEASTER)

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.