Conecte-se conosco

SAÚDE

Crianças do Oncológico Infantil participam de cortejo com o Arraial do Pavulagem

Grupo cultural integrou a programação da festa junina da Classe Hospitalar da unidade nesta terça-feira

Publicadas

sobre

Todo mundo esbanjando simpatia. Foto: Ascom Oncológico Infantil

A festa junina do Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, realizada terça-feira (21/5), em Belém, contou com a participação especial do grupo musical Arraial do Pavulagem, famoso por seus cortejos multicoloridos e cantorias que evocam a cultura do boi bumbá com seu arrastão, como é popularmente chamado.

Na unidade, que pertence ao governo do Estado e atua como principal referência em oncologia pediátrica no Norte do país, a programação junina da Classe Hospitalar Prof. Roberto França, voltada para estudantes-pacientes que estão em tratamento contra o câncer, aconteceu em decorrência do trabalho integrado de disciplinas que abordam as manifestações culturais brasileiras.

As crianças viram de perto a expressão cultural. Foto: Ascom Oncológico Infantil

Para o evento, o ambiente escolar do hospital foi decorado com temática junina e as crianças aproveitaram para usar roupas alusivas, com a presença marcante de peças quadriculadas nas vestimentas e chapéus de palha.

A animação foi garantida e para algumas crianças a atração foi novidade. Foi o caso Mychelle Viana, de nove anos de idade, estudante do 4º ano do ensino fundamental, que pela primeira vez teve a oportunidade de ver de perto o grupo.

“Gostei de dançar. Foi muito bom e me diverti muito”, contou a menina, que deixou a timidez de lado e se integrou na manifestação cultural.

A atração do grupo musical ocorreu por meio de solicitação feita pelo Oncológico Infantil ao Instituto Arraial do Pavulagem, entidade que fomenta diversas ações voltadas à educação cultural na Amazônia, primando pelo fortalecimento do saber oral tradicional, utilizando linguagens como a dança, a música e a visualidade cênica.

Alegria e cultura popular se misturaram. Foto: Ascom Oncológico Infantil

O produtor executivo do Instituto, Gustavo Moreira, destacou as ações filantrópicas desenvolvidas. “As apresentações ocorrem com o intuito de levar alegria para pessoas em sofrimento. Por meio de um momento lúdico, com música e arte, tentamos criar um ambiente mágico onde não há espaço para tristeza, apenas alegria”, ressaltou.

Gustavo acrescentou ainda que a participação do Arraial do Pavulagem na unidade hospitalar foi “uma forma de devolver para a comunidade os frutos do trabalho realizado, sempre preservando a preocupação com os seres humanos, principalmente os que estão hospitalizados”.

Para Ana Elvira, professora-referência da Classe Hospitalar, o desenvolvimento da atividade sociocultural, que faz parte do calendário escolar, amplia o conhecimento sobre a cultura popular.

“Envolver cada estudante e seus familiares numa comemoração animada nos permite aproximá-los da cultura popular regional. O interessante é alguns de nossos estudantes são de outros municípios e muitos deles ainda não tiveram oportunidade de conhecer o Arraial do Pavulagem”, explicou Ana.

Além da apresentação na Classe Hospitalar, o grupo também fez um cortejo por alguns andares do hospital dando a oportunidade aos demais pacientes e funcionários de prestigiar a atração.

Quem gostou da atividade foi a auxiliar de faturamento, Elaine Melo Barroso, que realizou a vontade que nutria faz tempo. “Sempre ouvi falar dessa manifestação cultural, mas nunca tinha tido a oportunidade de ir a um dos cortejos. Gostei demais”, afirmou.

Para a coordenadora do Núcleo de Educação Permanente do Oncológico Infantil, Natacha Cardoso, “é um orgulho valorizar as tradições regionais do Pará, além de proporciona um contato direto das crianças com uma das maiores expressões da nossa cultura”.

A Pró-Saúde, gestora do Hospital Oncológico Infantil, incentiva e desenvolve parcerias que promovem a educação como parte dos cuidados com as crianças durante a assistência hospitalar.

Com a descoberta de um câncer, muitas crianças precisam se afastar da escola no modelo convencional para fazer o tratamento. A Classe do Oncológico Infantil é mantida desde 2015, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), e tem, atualmente, cerca de 22 alunos matriculados em diferentes etapas de ensino.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.