Conecte-se conosco

BELÉM

Procura por tucupi, maniva, jambu e pato aumentam a movimentação no Ver-o-Peso

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Belém

Tucupi, maniva, jambu e pato são alguns dos artigos da culinária regional do Pará muito procurados durante a quadra nazarena, no mês de outubro, em Belém, principalmente para a produção do almoço do Círio de Nazaré, tradicionalmente realizado no segundo domingo do mês.  

Nesta semana que antecede a festa, a expectativa dos comerciantes do complexo do Ver-o-Peso é que a movimentação de clientes aumente na busca pelo almoço do Círio. 

Mesmo sem a realização das tradicionais procissões, devido à pandemia de covid-19, como é o caso da trasladação e da grande procissão do domingo, a procura pelos artigos do almoço do Círio já começa a aumentar na maior feira da América Latina, o Ver-o-Peso, situada no centro de Belém. 

Segundo levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos do Pará (Dieese-PA), um dos itens tradicionais do almoço do Círio que sofreu o reajuste mais significativo foi a maniva, que teve um aumento de preço de cerca de 10% a 15%, em comparação a outubro do ano passado.  Mesmo com a alta, há quem não abra mão do prato no almoço do segundo domingo de outubro, como é o caso da psicóloga Flávia Henriques que foi até o Ver-o-Peso para garantir vários quilos de maniva.

“Do ano passado para cá houve um aumento não só na maniva, mas também nos outros ingredientes, o que deixou bem mais caro se fazer uma maniçoba para uma família grande como a minha. Hoje a maniçoba não sai por menos de 300 reais”, conta Flávia Henriques sobre as dificuldades para se manter o prato no cardápio no almoço do Círio. A psicóloga, por sua vez, afirma que mesmo com a alta nos preços o prato não pode faltar na festa. Por isso, este ano será feita uma coleta em família para garantir a maniçoba na mesa.  

Mesmo com esse cenário de alta de preços da maniçoba, dona Dinair Barros, vendedora de maniva na feira do Ver-o-Peso há cerca de trinta anos, espera boas vendas nesse Círio. “Nesta semana do Círio a gente espera que a venda de maniva melhore aqui, pois estava bem fraca nas semanas anteriores. Ano passado, mesmo com a pandemia, a nossa venda na semana do Círio foi muito boa, foi além do esperado”, conta Dinair. 
 
Pato vivo – Outro artigo muito procurado para o almoço do Círio é o pato vivo, que na feira do Ver-o-Peso está custando em média 80 reais. O valor do animal não teve alta significativa de preço. Edvaldo Moreira, vendedor de pato e outras aves vivas no Ver-o-Peso, que espera boas vendas no Círio de 2021. “Estou na expectativa que a venda este ano seja a melhor possível já que no ano passado, devido à pandemia, a venda de pato foi muito fraca aqui. A venda geralmente todos os anos melhora por aqui nesta semana do Círio, e assim espero que aconteça”, disse o comerciante. 

Semana do Círio no Ver-o-Peso – As vendas dos artigos do almoço do Círio tendem a aumentar na feira do Ver-o-Peso na semana que antecede o segundo domingo de Outubro. Isso se deve ao fato que muitas pessoas deixam para realizar suas compras em cima da hora. Foi o que aconteceu com o supervisor de hotelaria Alexandre Pantoja, que admite que estava perdido no calendário da festa e que por isso deixou para fazer suas compras para o almoço do Círio apenas esta semana. “Eu pensava que o Círio era só semana que vem. Aí vi na televisão que já seria este domingo e corri para cá para fazer minhas compras do almoço do Círio. O dia a dia corrido de trabalho faz isso com a gente”, justifica Alexandre. 

Reordenamento e segurança

A Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Economia (Secon), órgão responsável pela administração de feiras e mercados da cidade, realizou no final do mês de setembro de 2021 o reordenamento das calçadas no Ver-o-Peso, realocando ambulantes que ocupavam o espaço destinado à circulação de pedestres. Essa ação facilita o fluxo na feira, que nesta época do ano tem movimentação intensificada devido ao Círio de Nazaré. 

Para garantir a segurança de comerciantes e consumidores no complexo do Ver-o- Peso às vésperas do Círio, a Guarda Municipal de Belém (GMB) reforçou o serviço de patrulhamento preventivo no espaço. “A Guarda aumentou o efetivo do complexo do Ver-o-Peso, para prevenir e combater delitos. No espaço mantemos um posto fixo funcionando 24 horas. Neste período festivo e de grande movimento, reforçamos e aumentamos o efetivo para mais oito agentes e duas viaturas realizando patrulhas, rondas a pé e apoio aos fiscais da Secon durante o ordenamento do espaço público”, explica o subcoordenador da Divisão de Operações da Guarda Municipal, Inspetor Élcio Vale.

 Vale lembrar que a população pode contribuir e chamar a GMB através do disque-denúncia 153, serviço gratuito e 24h.

No trânsito do local, a Superintendência de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB) está realizando monitoramento intensivo no local com agentes de trânsito e três supervisores na área central e se houver necessidade, haverá aumento de efetivo.

Texto: Fabricio Lopes

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.