Conecte-se conosco

CURIOSIDADES

DREADS | O preconceito por detrás do cabelo

Símbolo de resistência e motivo de orgulho, o cabelo afro é uma identidade, um marco, uma cultura e se tornou até uma tendência de moda. Está mais do que na hora de discutirmos os preconceitos em torno do cabelo!

Foto: Reprodução Instagram / Fonte: Correio Paraense

A Professora Joana Vieira expos em suas redes sociais o preconceito por detrás das novas madeixas.

“Dentre tantos elogios que tenho recebido depois que coloquei o cabelo novo, uma pergunta tem me mostrado como certos comentários são extremamente racistas: “Fede, professora?!”. Por que temos a mania de relacionar o cabelo da pessoa preta ao mau cheiro? Que diabo de cultura é essa que reproduz a ideia de que gente preta fede: sua roupa, sua cor, o seu cabelo? “Imagina dar um cheiro naquela juba!”. “Deve ter pitiú!”. Nem eu sabia que frases como essas carregam em suas entrelinhas um preconceito velado! Tenho pensado nas respostas para dar, porque até agora, só sei rir sem graça!

Não vou perder amigos nem processar ninguém por isso, mas tenho um conselho, um conselho de professora e de pessoa preta que sou ( e, me parece, só descobriram isso agora): certas perguntas não precisam ser feitas! Às vezes, a melhor prova de que somos educados e bem informados (e não racistas ou antirracistas) é calar (ou corrigir quem ainda propaga o racismo recreativo achando que certos comentários são só engraçados). Eu não passava por isso até resolver colocar as tranças e, finalmente, de certo modo, ser reconhecida como uma mulher negra, mas tenho pensado que a gente naturalizou algumas atitudes sem mensurar o tamanho do seu impacto negativo no outro. “Ah, mas não é uma ofensa perguntar para um negro se o cabelo dele fede!”. Não mesmo? Por acaso você algum dia fez essa mesma pergunta para um branco? Não né?! Pois é! Comece a refletir desse ponto! Cabelos lisos são sempre cheirosos? Por que? Cabelos loiros não fedem? Entendeu a lógica?

Peço, em nome das pessoas pretas que vocês repensem sobre certas frases e perguntas que devem ser silenciadas! Digo isso porque em dois meses, retiro as tranças e vai “ficar tudo bem”, essas perguntas vão desaparecer naturalmente! Mas têm muitas mulheres pretas e homens pretos por aí que não têm tranças para tirarem e já estão cansados de ouvir certos comentários que não são legais e precisam ser repensados!”

Ainda dá tempo de corrigir isso!

Comecem já!

Texto: Joana Vieira

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.