Conecte-se conosco

BELÉM

SeMOB fiscaliza empresas do sistema de transporte coletivo

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB) começou a fazer vistorias preventivas em garagens de empresas, que compõem o sistema de transporte coletivo por ônibus de Belém. A vistoria começou no dia oito de maio na Belém Rio e vai se estender para as demais empresas, que operam por Ordem de Serviço e fiscalizadas pela SeMOB. Nos dias 15 e 16 de maio a empresa Guajará teve nove ônibus vistoriados, para efeito de licenciamento.

“A vistoria preventiva é para evitar e diminuir o índice de quebra na frota de veículos”, explicou o diretor de Trânsito da Semob, Jolivan Costa. Segundo ele, a vistoria preventiva não exime a vistoria ordinária. “O que é a vistoria ordinária? É aquela que tem que passar anualmente pelo órgão, no caso a SeMOB, para licenciamento de veículo.

Durante a vistoria, segundo Jolivan, “a recomendação é, se for constatada alguma inconformidade, será dado um prazo à empresa para resolver”. Se nesse prazo, essa inconformidade não seja sanada, a empresa é multada. O sistema de transporte coletivo por ônibus de Belém funciona com 14 empresas, que operam em 107 linhas com 1.284 veículos.

O técnico em mecânica da SeMOB, Airton do Nascimento Borges, responsável pelas vistorias, explicou que está sendo dada ênfase ao quesito segurança, que é verificar a situação da  suspensão, o estabilizador, os pneus, o elevador e as luzes, bem como, o conforto no que se refere às condições dos bancos, se falta cinto de segurança para cadeirantes, se o elevador funciona e se está limpo.

Borges informou que na empresa Belém Rio, o trabalho durou uma semana. Segundo o técnico, foram vistoriados 139 veículos. Desse total, 48 ônibus “troncais”, do ano de 2019, foram aprovados; 59 ônibus de anos diversos e 4 BRT milenium foram reprovados. Estes últimos por causa dos para-brisas trincados, apesar disso não interferir na operação e segurança.

“Também foram reprovados 28 veículos na vistoria para licenciamento anual”, lembrou o técnico em mecânica, explicando que não foram vistoriados 155 veículos, pois serão retirados do sistema, compulsoriamente, por terem mais de 10 anos de uso.

No final de semana passado, nos dias 15 e 16 de maio, foram vistoriados nove carros da empresa Guajará, para efeito de licenciamento dos veículos com placas final 03. Na vistoria, as inconsistências verificadas foram logo resolvidas e os veículos aprovados.

Texto: Rosangela Gusmao

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.