Conecte-se conosco

EDUCAÇÃO

Ministério da Educação disponibiliza guia para tirar dúvidas sobre as notas do Enem

Foto: Reprodução | Fonte: R7

O guia está dividido em seis seções: “Calculando a nota”, “Entendendo outros aspectos do modelo de TRI”, “Procedimentos de correção”, “Processo de criação das questões”, “Principais dúvidas sobre a nota do Enem” e “Entendendo tecnicamente a nota da TRI”.

Para ajudar os participantes que farão as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pela aplicação do exame, disponibiliza gratuitamente o Guia do Participante – Entenda sua Nota no Enem, que explica a metodologia de correção das provas, achama TRI (Teoria de Resposta ao Item).

O Enem adota a metodologia TRI de avaliação das provas, que não considera apenas o número de acertos, mas, também, o desempenho do indivíduo por meio das “habilidades do avaliado e características das questões.”

Cada questão é qualificada por meio três parâmetros: a proeficiência, o grau de dificuldade e, ainda, a chance de acerto por “chute” —quando o estudante decide por responder de forma aleatória e sem domínio do assunto exigido pela prova. As questões do Enem são pré-classificadas como fáceis, médias e difícices. A TRI faz uma análise ‘antichute’ para calcular a nota final.

Na prática, o participante deve ter um desempenho melhor nas perguntas mais fáceis, caso acerte as mais difíceis e erre as mais fáceis, o método entende como chute a nota pode diminuir.

O foco do O Guia do Participante está em tirar todas as dúvidas sobre a metodologia TRI e não explica quais são os critérios para a correção da redação.

Enem

O Enem avalia o desempenho individual dos participantes em quatro áreas do conhecimento: ciências humanas e suas tecnologias, ciências da natureza e suas tecnologias, linguagens, códigos e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias.

Tanto as provas impressas como as digitais serão realizadas nos dias 21 e 28 de novembro. Já os estudantes que se inscreveram em setembro, após decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de manter a isenção de taxa, farão as provas em janeiro de 2022.

As notas do Enem podem ser usadas para acesso ao Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e ao Prouni (Programa Universidade para Todos). A nota também serve como parâmetro para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Os resultados do Enem também podem ser usados nos processos seletivos de instituições portuguesas que possuem convênio com o Inep para aceitarem as notas do exame. Os acordos garantem acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursar a educação superior em Portugal.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.