Conecte-se conosco

BRASIL

Marcas proíbem posicionamento político de influenciadores

Em contratos, marcas estão inserindo cláusulas para punir posicionamentos políticos

Foto: Reprodução / Fonte: Pleno News

A cobrança para que artistas e influenciadores emitam seus posicionamentos políticos e ideológicos vem crescendo nos últimos tempos, especialmente com a polarização política vivida no Brasil. Se antes os embates ocorriam apenas entre apoiadores da esquerda e da direita, agora até os que deixam de se posicionar têm recebido pressão do público.

Entretanto, muito além da questão ideológica ou da vontade própria de não comentar temas políticos, o fator financeiro começa a aparecer como explicação para a ausência de manifestações de muitos influenciadores a respeito do tema nas redes. É o que indica o trecho de um contrato revelado pelo colunista Leo Dias, do site Metrópoles.

De acordo com a publicação, um contrato fechado entre uma produtora de conteúdo e uma marca deixou claramente explícito que ela não poderia se manifestar a respeito de qualquer ideologia e/ou posicionamento político em suas redes sociais, do contrário, teria seu contrato rescindido, além de sofrer possíveis penalidades.

– Durante a vigência do Contrato, a Contratada não poderá se pronunciar e nem se manifestar, em rede social, a respeito de qualquer ideologia e/ou posicionamento político, sob pena de rescisão imediata do presente Contrato, bem como, eventual aplicação de penalidades pelos prejuízos causados à imagem da Contratante – diz o termo.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.