Conecte-se conosco

POLITICA

Supremo Tribunal Federal mantém proibição de showmícios nas eleições

Foto: Reprodução | Fonte: Pleno News

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria, na última quinta-feira (7), pela manutenção da lei que proíbe os showmícios no país. A realização de shows em palanques políticos é uma estratégia bastante usada por partidos de esquerda para promover seus candidatos.

Até o momento, votaram contra os showmícios os ministros Dias Toffoli, Alexandre de Moraes, Nunes Marques, Edson Fachin, Rosa Weber e Ricardo Lewandowski. Os ministros Luís Roberto Barroso e Cármen Lúcia votaram a favor.

A decisão atinge em cheio a tradicional tática da esquerda em usar artistas para arrebanhar votos. Atualmente, artistas como Caetano Veloso, Chico Buarque, Daniela Mercury, Gilberto, entre outros, têm usado seu alcance para defender candidatos e pautas progressistas.

PROIBIÇÃO DE SHOWMÍCIOS


Apesar de populares, os showmícios são proibidos por lei desde 2006. No entanto, o veto foi questionado no STF em 2018 pelos partidos PSB, PT e PSOL – diretamente beneficiados pelas apresentações.

As siglas argumentam que a proibição de showmícios gratuitos e de eventos artísticos com fins de arrecadação eleitoral são “absolutamente incompatíveis com a garantia constitucional da liberdade de expressão”.

Os partidos afirmam que a música não se limita ao entretenimento, “mas é também um legítimo e importante instrumento para manifestações de teor político, como bem revela a riquíssima história da música brasileira”.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.