Conecte-se conosco

COLUNA | EDUCAÇÃO EM FOCO

Seja o protagonista da sua vida estudantil!

Nossa vida acadêmica de maneira geral é cheia de altos e baixos e dúvidas sobre organização, carreira, prioridades e outras. Pensando nisso no artigo de hoje falaremos sobre a importância de tomar as rédeas de nossa vida estudantil, para que possamos ser protagonistas do processo de ensino-aprendizagem.

Primeiramente devemos refletir acerca da diferença entre ser aluno e ser estudante. Em que se diferem esses termos? Basicamente o aluno e o estudante se distanciam pela atitude que tomam frente à perspectiva que possuem do aprender. O estudante é curioso e isso o impulsiona a querer muito mais e investigar de forma mais profunda assuntos de seu interesse, levando-o à uma efetivação do conhecimento.

Por outro lado, o aluno é o ser inerte, estático, que se deixa levar pelo meio sem preocupação real com o aprendizado. Neste é possível encontrar características como procrastinação, desorganização, desleixo e desmotivação. Enquanto que o estudante participa das aulas com atenção, questionando, perguntando, sanando dúvidas, fazendo anotações, o aluno, por sua vez, apenas assiste às aulas, objetivando somente a aprovação em avaliações bimestrais.

A partir disso levantamos, portanto, outro questionamento: como podemos ser verdadeiros estudantes? O primeiro passo vem do QUERER e partindo desse ponto é imprescindível AGIR.

  1. Busque o que te motiva e seja franco consigo mesmo atingindo metas e prioridades reais dentro da sua rotina.
  2. Faça uma ponte entre o conteúdo estudado e situações práticas do seu dia a dia.
  3. Organize o seu cronograma de estudos depois das aulas.
  4. Seja participativo nas aulas, faça perguntas! E lembre-se! Não existe pergunta boba. Não tenha medo de errar, isso é parte do processo.
  5. Cuide da sua saúde! Beba água, alimente-se bem, pratique atividade física e durma o mínimo de horas recomendado para que seu cérebro absorva tudo o que estudou ao longo do dia.

ATENÇÃO!  

A ideia não é que sejamos alunos mecanizados, apáticos, calados e ordeiros, robôs que não se permitem aproveitar as aulas e a convivência com os colegas e professores. Não! É o oposto! O estudante não é apático, ele ri, brinca, constrói a aula com o professor, incentiva seus colegas e os motiva. Porém ao chegar em casa ele encontra tempo para continuar estudando e revisando.

Ser estudante é ser inspiração! Todos reconhecem um estudante sem grandes dificuldades e não é por seu boletim impecável, já que as notas são o reflexo desse trabalho constante, mas sim por ser um exemplo.

Por fim lembre-se: o estudante é aquele que traça seus objetivos e entende todos os benefícios que isso traz para a sua construção pessoal, social e acadêmica, já que ser disciplinados amplia nossa capacidade de concentração e criticidade do mundo que nos rodeia.

Por: Juliana Rocha Medeiros. Professora de Língua Espanhola.  

Graduada pela Universidade Federal do Pará. Especialista em Ensino da Língua Espanhola pela Universidade Cândido Mendes e em Metodologias Ativas e Ensino Híbrido pela Faculdade Anísio Teixeira.

Instagram: @maestrajurocha
Telefone: (91) 98907-5544

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.