Conecte-se conosco

ESPORTES

Obras de reconstrução e modernização do novo Mangueirão avançam com geração de empregos

Foto: Ascom / Sedop / Fonte: Agência Pará

A obra de reconstrução e modernização do Estádio Mangueirão segue acelerada em Belém. Além de oferecer mais segurança e conforto aos torcedores, o trabalho desde já gera oportunidades de emprego a centenas de profissionais. Com um investimento superior a R$ 146 milhões, a previsão de entrega é para o final de 2022.

Geraldo Pereira Albuquerque está entre os operários que conquistaram um posto de trabalho. “Tem muita gente lá fora querendo emprego. Por causa da pandemia as pessoas estão com muitas dificuldades. Nós e nossa família dependemos disso e me sinto feliz em poder fazer parte dessa obra. Nosso esporte é muito forte no Pará. Com certeza o Mangueirão mais moderno vai ser manchete para todo o Brasil. Todo mundo vai querer ver”, apostou Geraldo, que estava sem ocupação formal desde 2018.

De acordo com o titular da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), pasta responsável pela execução do projeto, o engenheiro civil Ruy Cabral, a obra do novo Mangueirão vai gerar cerca de 900 novos postos de trabalho. “Hoje nós temos 125 funcionários trabalhando na obra. Mais vagas serão abertas, de forma gradativa, na medida em que a obra for avançando e de acordo com as necessidades do serviço.” explicou o secretário, que visitou o estádio do Mangueirão na manhã desta segunda-feira (10) e acompanhou de perto a execução dos trabalhos no local. 

Segundo o engenheiro Gilmar Mota, responsável pela fiscalização das obras no estádio, atualmente está sendo feita a cravação das estacas para a ampliação da área de cadeiras do estádio. Também são realizadas demolições nas áreas interna e externa, além da remoção do antigo gramado para que possam ser iniciados os trabalhos de drenagem do novo campo. Outras frentes atuam na recuperação estrutural do Estádio. O engenheiro esclareceu ainda que já foi concluída a retirada dos antigos assentos, tanto das cadeiras cativas quanto das arquibancadas. 

Para Ruy Cabral, o cronograma estipulado está sendo obedecido. “Esta obra já estava no planejamento do Governo do Estado desde o início desta gestão, dentro da previsão orçamentária, o que nos dá tranquilidade para trabalhar. Hoje estamos trabalhando para atender as normas da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e da FIFA (Federação Internacional de Futebol), preparando o estádio para jogos da série A e até internacionais”, observou o secretário estadual.

Durante a visita às obras, o titular da Sedop também falou sobre a previsão de entrega do novo estádio. “Nosso esforço é para que o torcedor paraense tenha mais conforto e segurança. Vamos fazer uma reformulação no gramado, arquibancadas, cadeiras, cobertura e na iluminação. Sabemos que é duro ficar dois anos sem jogos no Mangueirão, mas esperamos que até o final do próximo ano estejamos com a obra concluída”, garantiu Ruy Cabral.

A obra do Estádio Mangueirão terá um investimento superior a R$ 146 milhões e garantirá a completa reestruturação do estádio, incluindo a renovação geral da pintura, reforma geral de banheiros e bares, substituição dos assentos das arquibancadas, substituição do gramado e piso da pista de atletismo, ampliação das áreas de circulação e adequação dos espaços atendendo as normas atuais da CBF e CONMEBOL (Confederação Sul-Americana de Futebol). O Estádio também terá sua capacidade ampliada para 53.645 espectadores. 

Por Matheus Rocha (SEDOP)

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.