Conecte-se conosco

FAMOSOS

40 anos sem Bob Marley, a lenda do Reggae que virou fenômeno mundial

Em 11 de maio de 1981, a estrela mais brilhante da galáxia do reggae deixava este mundo, sucumbindo à doença que lhe fora diagnosticada três anos antes. Os últimos anos da vida do jamaicano foram intensos, tanto em estúdio como na estrada. Marley não estava preparado para partir tão cedo e só parou quando o corpo desistiu dele

Para celebrar mais um ano sem o maior ícone mundial, a Associação Paraense da Cultura Reggae (APCREGGAE) realiza a Live oficial do 24° Tributo a Bob Marley, que será realizado de forma virtual, em razão da pandemia que ainda impede a presença de público.

O web tributo abre oficialmente dia 11 de maio, dia nacional do Reggae com abertura da exposição virtual do Festival que marca o início das ações on-line, a programação contará também com a mostra de vídeos transmitido às 20h ao vivo pela página Tributo a Bob Marley Belém no Facebook. A exposição “40 anos sem o mestre” revive um dos maiores tributos beneficentes do Brasil e irá apresentar acervo com fotos, matérias de jornais, artes visuais que marcam mais de 20 anos do festival na capital paraense.

Domingo, 16 de maio, as celebrações continuam com transmissões ao vivo das lives solidárias dos 4 ambientes que compõem o festival; palco principal e as tendas DJs, Radiola e Vinil.

Umas das atrações confirmadas, a banda Reggaetown toca  grandes sucessos do eterno astro Marley, além das autorais durante uma hora de live linkado na página https://www.facebook.com/tributoabobmarleybelem

Para o presidente da APCREGGAE, o advogado e radialista Roberto Pinheiro, Bob Marley foi o maior superstar do 3º Mundo. Representa o ideal da luta por Justiça, num mundo dominado pela força do capital. Reverenciar sua memória traduz a sinceridade de se acreditar que vale a pena lutar o bom combate, com as armas da música, que quando bate não causam dor e fazem as mentes refletirem sua realidade.

A programação visa também angariar fundos para famílias atingidas pela pandemia com arrecadação de roupas e alimentos em diversos pontos da cidade, para doações entra em contato via whatsapp: (91) 9847127398.

Serviço: Live Oficial do 24º Tributo a Bob Marley. Dia nacional do Reggae, 11 de maio, abertura da exposição virtual  “40 anos sem o mestre”  e  mais uma mostra de vídeo às 20h. Domingo , 16 de maio, a partir das 16h, ocorre transmissões de Lives solidárias dos ambientes do festival;  Tendas Radiola, DJs e vinil e palco principal com live show da Banda Reggaetown, ao vivo direto da página Tributo a Bob Marley Belém no Facebook. Colabore com a campanha de arrecadação roupas e alimentos via whats (91) 98471-2738.

Sobre Bob Marley:

Em suma: Bob Marley foi o maior nome do reggae, o músico que mais popularizou o gênero, enfrentou maus bocados ante o governo jamaicano, tornou-se um dos artistas mais rentáveis para a indústria fonográfica (principalmente após a sua morte), lutou contra o apartheid na África, um músico tão importante quanto ele deve ser eternamente redescoberto, relembrado, reouvido.

Quem foi Bob Marley

Robert Nesta Marley, popularmente conhecido como Bob Marley, nasceu no dia 06 de fevereiro de 1945, no vilarejo de Nine Miles, na cidade de Saint Ann, interior de Jamaica.

Seu pai Sinclair Marley, foi um militar branco, capitão do exército inglês e, sua mãe Cedella Booker uma negra jamaicana.

Em 1955, aos 10 anos de idade perdeu o seu pai, Bob Marley e sua mãe foram viver na favela de Kingston. Durante sua infância e adolescência sofreu preconceito por ser mulato e foi muito rejeitado pelos negros locais.

Devido a isso, Marley formou uma opinião própria bastante crítica, a respeito dos problemas sociais e seus trabalhos foram baseados na pobreza e na opressão.

Bob Marley , desde essa época já possuía uma enorme paixão pela música. Além de cantor foi compositor e guitarrista jamaicano, responsável por fazer o reggae ser um ritmo (re) conhecido mundialmente.

Também é considerado um dos maiores representantes do movimento religioso Rastafári.

Bob Marley foi esposo de Rita Marley, com quem teve quatro de seus 12 filhos. Seus filhos Ziggy e Stephen Marley, deram sequência ao legado musical do pai na banda Melody Makers. E, Kymani, Julian e Damian (Jr. Gong) também aderiram ao meio musical.

No ano de 1962, Marley criou um grupo de reggae chamado The Wailers, juntamente com Bunny Livingston e Peter Tosh.

Em 1963, foi formado o Wailing Wailers, com Bunny Wailer e Peter Tosh. Logo após este período, entre idas e vindas na banda, Bob se dedicou à cultura rastafári, um fato de grande relevância para sua carreira.

No ano de 1967, novamente se reuniu com os membros de sua banda, que voltou a tocar com o nome “The Wailers”.

Em 1971, firmou com a Island Records onde gravou um dos seus maiores sucessos “No Woman no Cry” (1975), que ficou conhecida mundialmente.

Suas gravações sonoras são imensas, entre suas músicas estão: “I Shot the Shaiff”, que fez grande sucesso na voz de Eric Clapton, “Could you be Love” e “Get up, Stand up”.

Em dezembro de 1976, Bob Marley sofreu um atentado quando homens armados adentraram em sua casa em Hope Road.

Sua esposa Rita Marley e seu empresário Dom Taylor, foram gravemente feridos a tiros, enquanto Marley sofreu ferimentos leves no peito e no braço.

Acredita-se, que o atentado ocorreu por razões políticas, visto que Marley apoiava um político de esquerda. Mesmo depois do ocorrido, Marlei mesmo ferido foi ao palco e se apresentou para uma multidão de aproximadamente 80 mil pessoas.

Principais músicas do cantor

Suas músicas foram de extrema importância para a aceitação do Reggae mundialmente, o que tornou o ritmo um dos mais populares.

Até hoje, Marley é visto como um mito, pois propagou suas ideias por meio da música.

É possível citar, entre suas diversas músicas popularmente conhecidas:

No Woman, No Cry, Stir It Up, Get Up´, Stand Up, Redemption Song, Three Little Birds, Catch a Fire.

Sua coletânea chamada Legend é o álbum de reggae mais vendido da história. 

Como Bob Marley morreu?

No ano de 1977, uma ferida no dedo do pé direito de Bob Marley foi descoberta, a mesma não cicatrizava. Em seguida, foi diagnosticado com um tipo de câncer de pele, os especialistas o aconselharam a amputar o dedo.

No entanto, Marley recusou devido aos princípios seguidos pelos rastafáris, que não se deve cortar ou amputar qualquer parte do corpo.

O câncer foi espalhado pelo corpo: cérebro, pulmão e estômago, Bob Marley, em uma turnê no verão de 1980, Marley desmaiou enquanto estava percorrendo o Central Park, em Nova York.

Posteriormente, realizou-se um tratamento na Alemanha, porém não obteve nenhum resultado. Por causa da doença, Marley faleceu, no dia 11 de maio de 1981, aos 36 anos, na cidade de Miami, nos Estados Unidos.

Depois de sua morte, a data de seu aniversário, foi decretada feriado nacional na Jamaica.

Rita Marley, sua esposa, no ano de 2005, afirmou que iria exumar os restos de Bob e enterrá-lo em um “local de descanso espiritual” na Etiópia. A declaração gerou fortes protestos na Jamaica. 

Curiosidades

Em 1968, Bob passou um mês na prisão na Jamaica por porte de maconha, 09 anos depois, voltou a ser detido pelo mesmo motivo, em Londres.

Bob possuía uma enorme paixão pelo futebol e chegou a jogar na equipe jamaicana House of Dread.

Foi o maior expoente do gênero musical reggae, é considerado o responsável por disseminar a cultura rastafári pelo mundo.

Na Etiópia, Bob é considerado um deus, um herói nacional.

Bob foi uma criança sensitiva quando tinha quatro anos, começou a fazer previsões a partir da leitura da palma da mão das pessoas e, ficou conhecido na região.

Bob foi criado pelo avô, um descendente de escravos vindos de Gana. Foi seu avô que apresentou a magia ao neto. Aos 6 anos, Bob Marley ganhava trocados fazendo adivinhações em uma feira.

Frases de Bob Marley

Veja algumas das principais frases já ditas por este cantor histórico:

“Não ganhe o mundo e perca sua alma; sabedoria é melhor que prata e ouro.”

“Às vezes construímos sonhos em cima de grandes pessoas… O tempo passa e descobrimos que grandes mesmo eram os sonhos e as pessoas pequenas demais para torná-los reais!”

“Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida.”

“A vida é para quem topa qualquer parada. Não para quem pára em qualquer topada.”

“Não ligo que me olhem da cabeça aos pés… porque nunca farão minha cabeça e nunca chegarão aos meus pés.”

“Se Deus criou as pessoas para amar e as coisas para cuidar, por que amamos as coisas e usamos as pessoas?”

“Saudade é um sentimento que, quando não cabe no coração, escorre pelos olhos.”

“Os homens pensam que possuem uma mente, mas é a mente que os possui.”

Mais sobre Bob Marley

https://blitz.pt/principal/update/2020-06-11-Ha-40-anos-Bob-Marley-lancava-o-seu-ultimo-disco.-Tinha-apenas-35-anos-e-nao-estava-preparado-para-dizer-adeus

Propaganda
1 Comment

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.