Conecte-se conosco
Foto: Reprodução / Fonte: Agência Pará

ANANINDEUA

Disque Denúncia contribui para impedir furto de energia em Ananindeua

O Canal do Disque Denúncia, vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), se tornou ainda mais acessível com a utilização do número de whatsapp (91) 98115-9181 que possibilitou o envio de conteúdos audiovisuais com a garantia do sigilo e do anonimato de quem faz a denúncia. Informações sobre crimes que já ocorreram ou que podem ser evitados são fundamentais na elucidação de crimes, apreensões de entorpecentes, combate à desobediência ao Decreto Estadual, por exemplo.

Somente neste ano, de janeiro a 28 de abril, quase 70 mil denúncias válidas foram recebidas nos canais oficiais do Disque Denúncia que contempla a ligação convencional por meio do 181, chatbot e formulário presentes no site da Segup, além do whatsapp.

Duas dessas denúncias resultaram na prisão em flagrante de dois proprietários de estabelecimentos comerciais no bairro Paar, localizado no município de Ananindeua que furtavam energia elétrica da concessionária que atua no Estado. As prisões se deram após perícia técnica realizada nas instalações elétricas do local, onde foi constatada a veracidade da denúncia. Os imóveis periciados encontravam-se ligados diretamente na rede de baixa tensão do Grupo Equatorial, sem passar por medição o que caracteriza crime de furto de energia elétrica, como previsto no Art. 155do Código Penal Brasileiro. 

Por meio do whatsapp do Disque Denúncia, foram encaminhadas imagens do poste onde estava instalada a ligação irregular e localização dos imóveis, o que facilitaram a averiguação da ocorrência realizada por policiais da Delegacia de Combate aos Crimes Contra Concessionárias de Serviços Públicos e peritos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, além dos funcionários da concessionária. 

“O delegado Adalberto Pereira Cardoso, juntamente com os peritos do IML foram até o local e comprovaram o “gato” e autuaram em flagrante o autor do delito e, ainda, outro vizinho que também fazia “gato”, ou seja, numa só operação conseguiram autuar dois nacionais que furtavam energia e prejudicavam várias pessoas do bairro, onde o fato já havia provocado revolta na comunidade até que ela se uniu e resolveu ligar para o 181 e enviar as fotos pela IARA, pois já tinha tentado pelos outros caminhos, sem sucesso”, informou a diretora do Disque Denúncia, Márcia Contente.

No final do mês de março, a Polícia Civil prendeu oito pessoas por tráfico de drogas e desarticulou uma organização criminosa em Rondon do Pará, a investigação teve início após denúncias recebidas pelo Disque Denúncia. O tráfico de entorpecente é o primeiro da lista das cinco denúncias mais comuns recebidas (2.706), seguido de denúncia a bares e restaurantes por descumprimento do decreto estadual (1.726), poluição sonora (1.189), omissão na prevenção de covid-19 (1.095) e maus tratos contra animais (992).

“Após a prisão, a equipe da Concessionária foi aplaudida por toda a comunidade do Paar e o Disque Denúncia recebeu da comunidade um elogio por meio da IARA pelo serviço prestado à comunidade que já estava sem esperança. Nós precisamos desse apoio da comunidade para que seja a nossa parceria no combate à criminalidade. Resultados como esse mostram que o Disque Denúncia é eficaz, alcança a resolutividade e está à disposição dos anseios da sociedade”, ressaltou a diretora. 

Por Aline Saavedra (SEGUP)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
To Top