Conecte-se conosco

Setran faz manutenção e conservação em seis rodovias do nordeste paraense

Foto: Ascom / Setran / Fonte: Agência Pará

PARÁ

Setran faz manutenção e conservação em seis rodovias do nordeste paraense

Equipes realizam serviços de conservação, manutenção, com operação tapa-buraco e limpeza lateral da pista

Sete rodovias da região nordeste do Estado recebem, desde meados de março, serviços de conservação, manutenção, com operação tapa-buraco e limpeza lateral da pista. As equipes da  Secretaria de Transportes do Pará (Setran) estão nas seguintes estradas: PA-127, PA-136, PA-140, PA-242, PA-252 e PA-451.

Na PA-127, as equipes da Setran estão no trecho da rodovia que é acesso ao município de Maracanã. A PA tem mais de 173 quilômetros de extensão, sendo rota também para as cidades de Igarapé-Açu, Santo Antônio do Tauá, Castanhal, São Miguel do Guamá e São Domingos do Capim.

A PA-140 recebe a manutenção e conservação entre o município de Bujaru e Vila Comissário. A rodovia, que tem 214 quilômetros de extensão, tem também obras de reconstrução de Santa Izabel a Bujaru.

Na altura de Castanhal, a rodovia PA-242 também recebe serviços de conservação e manutenção. Abrangendo sete municípios da região nordeste, a via tem 134 quilômetros de extensão.

Outra estrada do nordeste paraense que está em obras é a PA-252. Os trabalhos se concentram próximo à balsa do rio Acará. Na mesma PA, outro trecho está sendo construído e pavimentado: são 63 quilômetros da rodovia, divididos em dois lotes, que estão tendo seus últimos quilômetros pavimentados. O primeiro vai da Perna-Sul até a Vila de Castanhandeua, no município de Moju, e o segundo lote vai da Vila Castanhandeua até o entroncamento da PA-475.

A PA-451 tem equipes da Setran no perímetro urbano de Tomé-Açu, próximo à Vila de Quatro Bocas. A rodovia tem 36 quilômetros de extensão e é o principal acesso terrestre ao município de Tomé-Açu.

Segundo o titular da Setran, Adler Silveira, as equipes de conservação e manutenção estão em todas as regiões do estado do Pará, garantindo a fluidez do trânsito, principalmente nessa época que se intensifica o período chuvoso. “Assim tornamos as rotas rodoviárias mais seguras, permitindo que o agronegócio, a pecuária e a produção mineral paraense, assim como o cidadão, tenham maior conforto, segurança e tranquilidade ao trafegarem pelas rodovias paraenses”, disse.

Por Kátia Aguiar (SETRAN)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
To Top