Conecte-se conosco

Dicas para você cuidar da saúde bucal durante a pandemia

Foto: freepik / Fonte: blog Qualivida Online

SAÚDE

Dicas para você cuidar da saúde bucal durante a pandemia

O mundo todo está abalado por causa do vírus da Covid-19 e com o risco de contaminação, é crucial que todas as pessoas estejam atentas à saúde e higienização correta, inclusive quanto à saúde bucal durante a pandemia

O uso de máscara sobre as vias respiratórias, nariz e boca, por exemplo, é um cuidado essencial para que as pessoas possam circular com o mínimo de segurança.

Este acessório passou a fazer parte do dia a dia da população, como um elemento que impede a passagem de saliva durante uma conversa, seja no falar ou no caso de espirros ocasionados por poeira ou mesmo vírus que infectam o corpo humano.

Atingindo toda a população em escala global, especialistas da área da saúde estão estudando formas de combater esse vírus que tomou conta dos noticiários, provocando um estado de preocupação que atinge cada pessoa, em todos os países.

Para isso, além do uso da máscara, alguns cuidados são necessários, como uma rotina de higienização mais atenta e o cuidado ao tocar superfícies que possam estar contaminadas. 

Em frente a isso, é normal que surjam dúvidas sobre o cuidado com o corpo, e a saúde bucal se mostra essencial para todo o organismo, mas pode envolver idas aos consultórios, o que pode deixar alguns pacientes receosos. 

Alinhamento dentário não pode parar

As pessoas que estão passando por um tratamento dentário ao longo desse período de pandemia devem tomar os devidos cuidados, como qualquer outro cidadão que está em circulação nas ruas.

Como há processos específicos para que o alinhamento dos dentes provocado pelo uso contínuo do aparelho ortodôntico ocorra com qualidade, a visita ao consultório odontológico não pode parar.

Por esse motivo, é preciso que os protocolos de segurança relacionados à higiene sejam levados em consideração, com ainda mais cuidado envolvido.

A recepção não pode aglomerar muitos pacientes e, em caso da presença de uma recepção, as cadeiras devem estar afastadas a uma distância adequada para evitar contato direto entre os pacientes.

Outros cuidados que devem ser levados em consideração pelos responsáveis de um consultório odontológico são:

  • Agendamento espaçado entre pacientes;
  • Acompanhantes apenas em casos emergenciais;
  • Verificar condições de saúde do paciente;
  • Manter a higienização elevada.

Isso ocorre porque a manutenção de um aparelho movel ou fixo não pode ser realizada de maneira remota pois é necessário que o dentista verifique as condições do acessório e o avanço no tratamento quanto ao alinhamento dos dentes. 

Por isso tanto paciente quanto dentista devem respeitar as regras impostas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e pelo conselho regional de odontologia no qual o profissional está instalado.

Cabe ressaltar que diversas estratégias de biossegurança foram aperfeiçoadas, permitindo que profissionais e pacientes estejam seguros neste local. 

Em relação ao paciente, por exemplo, é crucial que este só retire a máscara quando o tratamento for iniciado, reduzindo o contato com ambientes de maior circulação de pessoas.

Dente quebrado pode ser substituído

Acidentes acontecem, mesmo em meio à pandemia, assim como dores de dente podem aparecer, por diversas causalidades. 

Mesmo mantendo a saúde bucal em dia, qualquer paciente pode passar por uma situação inusitada, como quebrar o dente por causa de um alimento mais duro.

Para atender esses pacientes com toda a segurança, os profissionais da odontologia podem fazer uma videochamada para um atendimento prévio, avaliando a necessidade do paciente.

Assim, pode ser possível identificar se há a necessidade de remoção e colocação de um implante dentário no local atingido.

Essa substituição deve ser realizada na clínica odontológica, com todos os equipamentos higienizados e prontos para atender as necessidades do paciente. 

Todo cuidado quanto ao uso de máscaras, acessórios e ferramentas descartáveis são imprescindíveis nesse momento.

Tratamento estético pode ser prioridade

O ranger de dentes, também conhecido como bruxismo, pode ser tratado a partir do emprego de elementos que também atuam como procedimento estético. 

A colocação de uma placa intraoral sobre a superfície dos dentes pode evitar o desgaste provocado pelo esforço repetitivo e involuntário que o corpo humano sofre, causado por uma disfunção muscular e maxilar. 

Já a lente de contato dental, vista como procedimento estético, também pode contribuir para restabelecimento do sorriso, pois cobrirá os desgastes e quebras que podem ter ocorrido por conta do bruxismo, reduzindo os impactos que podem ocorrer na autoestima, mastigação e fala.

Nesses casos, é crucial que haja uma avaliação do dentista para a necessidade do paciente, situação da pandemia e adequações possíveis no consultório, realizando tratamentos desde os mais urgentes até os estéticos com qualidade e segurança.

Como a pandemia é uma situação que não tem um tempo determinado para acabar, os consultórios odontológicos devem se programar para atender todos os pacientes de maneira segura e adequada, evitando aglomerações na sala de espera.

A situação é preocupante e, por isso, todos devem ser responsáveis pelas atitudes que tomam ao longo da vida. 

Mesmo os pacientes que estão passando por um tratamento de clareamento dental podem ser atendidos nesse momento, mas para isso devem respeitar o agendamento – que será feito mais cautelosamente – e ir até o local apenas no horário marcado.

Cuidados necessários em consultas e em casa

O tratamento dentário deve continuar, mesmo durante o período de pandemia. 

O paciente que se encaminha para o consultório odontológico precisa manter o uso de máscara no rosto, sobre o nariz e a boca, o tempo todo, até que o profissional esteja preparado adequadamente e seja solicitada a remoção.

Somente assim é possível ter um atendimento apropriado, sem que nenhum dos envolvidos no tratamento, dentista e paciente, estejam em risco de contrair o vírus da Covid-19. 

Ambos devem estar atentos quanto ao bochecho, o uso de equipamentos de proteção individual como as máscaras e, no caso do profissional, até mesmo luvas descartáveis.

A higienização dos ambientes também devem ser mantidas adequadamente, e o paciente deve fazer uso do álcool em gel sempre que necessário.

Por isso, uma dica antes de ir à consulta é separar um kit de higiene e proteção, contendo uma máscara reserva e o álcool. Conforme a consulta, pode ser necessário levar escovas ou bochechos, que também devem ser devidamente armazenados.

Já em casa, é crucial manter o hábito de escovação, tornando-a ainda mais eficaz. Isso porque além de garantir a higiene e saúde bucal, reduz-se o risco de consultas de emergências, também diminuindo os riscos de contaminação por bactérias que estejam na cavidade. Ou seja, a higiene é uma grande aliada desse momento.

Assim, o reforço na higienização bucal, o uso adequado de máscara e manter o isolamento, tendo contato apenas com pessoas próximas (do mesmo ciclo de convivência) é uma atitude que deve ser pensada por todos. 

Com isso, com a chegada da vacina aos postos de saúde, todos podem ser imunizados e voltar à rotina de antes, com ainda mais segurança e bem-estar, além de um belo sorriso.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações, dicas e conteúdos ricos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
To Top