Conecte-se conosco

PARÁ

Na tarde desta quarta-feira (17), chegou em Belém, mais uma remessa de vacinas contra a Covid-19

Foto: Marco Santos / Ag. Pará / Fonte: Agência Pará

São 117.400 doses de CoronaVac/Sinovac, imunizante desenvolvido no Brasil pelo Instituto Butantan. Essa é a oitava remessa recebida pelo Pará, contabilizando 660.040 doses enviadas pelo Ministério da Saúde ao Estado.

O novo lote vai reforçar a quantidade de vacinas para os grupos prioritários, de acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, segundo ressalta o secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho.

“A Sespa continua avançando nas medidas necessárias para combater o aumento do número de casos da Covid-19 e garantir assistência à população do Pará. Estamos abrindo mais leitos, realizando transferências de pacientes, implantando medidas restritivas nas regiões com maiores números de casos da doença, mas as vacinas são essenciais no enfrentamento da pandemia. Quanto maior o número de pessoas imunizadas, menor a proliferação do novo coronavírus”, informou o titular da Sespa.

Já está sendo organizada a estratégia de distribuição das doses aos municípios. O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), entrega as vacinas para os 13 Centros Regionais de Saúde e os municípios procuram seus centros e retiram as vacinas. O envio é feito por via terrestre, aérea e marítima, e conta com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Negociação – O governador do Estado, Helder Barbalho, se reuniu por videoconferência com governadores participantes do “pacto nacional”, no sábado (13), com objetivo de alinhar medidas para diminuir o pico da pandemia de Covid-19 registrado nas últimas semanas no Brasil. Até o momento, governadores de 22 estados e do Distrito Federal manifestaram posição favorável às medidas.

Durante a reunião, o chefe do Executivo Estadual expôs aos demais governadores que o Pará vem recebendo doses insuficientes da vacina. Mesmo com a nona maior população do Brasil – 8.702.353 habitantes -, o Pará é o estado que recebeu, proporcionalmente, a menor quantidade de imunizantes contra a Covid-19.

“Desde a primeira leva, tenho dificuldade no recebimento do quantitativo de vacinas, que é muito distorcido do percentual da relação per capta por Estado, fazendo com que o Pará continue sendo o Estado que menos recebeu vacina, portanto, não há uma uniformidade nessa distribuição. Desde o início, nós temos ficado em último lugar no ranking de vacinação dos estados pelo Consórcio dos Veículos de Imprensa, que não leva em consideração o quanto nós recebemos, e sim, a quantidade global dos números absolutos. Então, desde o primeiro momento, continuamos em último na vacinação”, disse Helder Barbalho, ressaltando que já enviou dois ofícios ao Ministério da Saúde para que o equívoco fosse reparado, o que ainda não aconteceu.

Calendário de chegada ao Pará dos lotes de vacinas já enviados pelo Ministério da Saúde
 
18 de janeiro: 173.240 doses da CoronaVac/Sinovac 
24 de janeiro: 49 mil doses da Oxford/AstraZeneca 
25 de janeiro: 29.200 doses da CoronaVac/Sinovac 
06 de fevereiro: 64.400 doses da CoronaVac/Sinovac. 
24 de fevereiro: 98.200 doses da CoronaVac/Sinovac (37.200) e Oxford/AstraZeneca (61 mil). 
03 de março: 67.000 doses da CoronaVac/Sinovac. 
10 de março: 61.600 doses da CoronaVac/Sinovac.  
17 de março: 117.400 doses da CoronaVac/Sinovac.

Por Melina Marcelino (SESPA)

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.