Conecte-se conosco

BELÉM

Ver-o-Peso ganha ações de ordenamento na mobilidade local

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Belém

Ao se pensar em ordenamento viário, logo se remete à imagem do trânsito em si e dos conflitos entre os diversos segmentos e pessoas  envolvidas neste ambiente (motoristas, pedestres ciclistas, motociclistas, etc.). Mas, para além do que ocorre nas ruas, há situações outras que levam a problemas no ordenamento viário, e a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB) vem desenvolvendo algumas ações na área do Ver-o-Peso, que se refletem não só no trânsito, mas também na mobilidade geral nesta área, garantindo prioridade para o pedestre, fluidez para o tráfego e segurança no serviço de transporte público coletivo e individual.

No início deste mês de março, foi realizada uma ação conjunta entre a SeMOB e a Secretaria Municipal de Economia (Secon), para a desobstrução da calçada do Ver-o-Peso, local que foi objeto de diversas reclamações recebidas pelo órgão de mobilidade.

Além de ser um espaço público para circulação de pedestres, esta área também abriga um dos mais importantes pontos de ônibus da capital, e, tendo sua livre circulação obstruída, muitas pessoas acabam fazendo o embarque e desembarque na rua, aumentando assim o risco de acidentes.

“As pessoas não costumam perceber que alguns problemas não nascem no trânsito, mas acabam se refletindo no trânsito. No caso do Ver-o-Peso, alguns comerciantes da área estão em situação regular, têm pontos de venda definidos, mas preferem vir mais à beira da calçada, achando que assim ficam mais próximos dos consumidores, sem perceber que, ao prejudicar a mobilidade, eles também acabam por afastar o pedestre, que é seu potencial consumidor”, analisa Roberto Broni, diretor de trânsito da SeMOB.

“A SeMOB vem trabalhando com secretarias parceiras, como a Secon, para que façam um trabalho de conscientização junto a este trabalhador. Assim, evitamos que esse pedestre acabe circulando no leito da via, se colocando em uma situação de risco, e também evitamos que essa circulação na via traga problemas de fluidez ao trânsito. Porque se o embarque e desembarque foi na via, por exemplo, temos ônibus parando em fila dupla ou tripla, o que diminui o espaço para os demais veículos; enfim, são muitos os reflexos negativos para a mobilidade na área”, explica Broni.

ORIENTAÇÃO – No ordenamento do Complexo do Ver-o-Peso, a Secon tem atuado através do diálogo direto com os trabalhadores. Para esta ação na área, o Departamento de Feiras, Mercados e Portos da Secon também contou com o apoio dos próprios permissionários do Complexo, para verificar quem de fato atua regularmente na feira.

“Estamos tirando a imagem da Secon como um órgão repressivo. Queremos que todos tenham a oportunidade de trabalhar, desde que conciliado com o direito de ir e vir dos cidadãos nas vias públicas”, destaca o secretário municipal de Economia, Apolônio Brasileiro.

Agentes da Coordenadoria de Transportes Especiais (Cote) da SeMOB também vêm marcando presença na área do Ver-o-Peso, realizando ações de orientação e de fiscalização em ponto regular do serviço de táxi e de mototáxi ali localizado.

Nessas ações, verifica-se a regularidade na documentação de seus operadores e também há orientação para o disciplinamento da circulação dos veículos deste serviço. Em muitas ocasiões, na disputa por passageiros, em descumprimento ao estabelecido pela SeMOB, a circulação desordenada de táxis e mototáxis acaba por provocar problemas na mobilidade local.

“É daí que se confirma a importância da gestão, controle e fiscalização dos serviços públicos de transporte, como é de competência da SeMOB. Com a regularidade na prestação desses serviços, tanto em termos documentais quanto em termos das normas de circulação dos veículos que compõem esses serviços, todos ganham: ganha o pedestre, ganha o operador, ganha a cidade. E é exatamente para a promoção do direito à cidade para todas e todos, na perspectiva e no horizonte de uma mobilidade cidadã, que a SeMOB atua, dando apoio e contando com o apoio de todos os órgãos da Prefeitura de Belém”, destaca Fernando Pinho, diretor de Transporte da SeMOB.

Por: Esperança Bessa

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.