Conecte-se conosco

BELÉM

SeMOB intensifica orientação e fiscalização dos protocolos de segurança no transporte público

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Belém

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB) intensifica, a partir desta sexta-feira, 5, as ações de orientação e fiscalização no cumprimento dos protocolos de segurança no transporte público de Belém. Apesar do novo decreto estadual de combate à proliferação da Covid-19 não trazer alterações relacionadas aos cuidados específicos neste segmento, a SeMOB estará com diversas frentes de trabalho para assegurar a higienização dos coletivos antes de cada viagem, a oferta de ônibus adequada à demanda para evitar superlotação, e também o uso obrigatório de máscara e distanciamento social dentro dos coletivos e nas paradas de ônibus, estações e terminais BRT.

Atenção maior – As medidas já vinham sendo fiscalizadas pelo órgão desde o início da pandemia, porém, diante do agravamento do cenário epidêmico, estão recebendo uma atenção maior dos fiscais. Ainda na noite de quarta-feira, 3, primeiro dia do novo decreto em vigor, a SeMOB realizou uma ação de fiscalização nas paradas de ônibus de São Brás. Nesta quinta-feira, 4, os trabalhos se iniciaram nas primeiras horas da manhã, com os fiscais de transporte atuando em diversos finais de linha para evitar a superlotação dos veículos nas viagens iniciais, consideradas horário de pico. As equipes estiveram em paradas no conjunto Jardim Sideral e na área da Cabanagem, entre outros pontos.  

Já a partir desta sexta-feira, 5, o trabalho será ainda mais ampliado. A partir das 6h, a SeMOB estará com pontos de fiscalização no Jardim Sideral, Tenoné, Outeiro, Conjunto Maguari, Conjunto Satélite, Tapanã e Bengui, para garantir que os ônibus saiam sem atraso e com a lotação reduzida, a fim de que possam receber mais passageiros ao longo do trajeto sem superlotação.

“O que ocorre é que os ônibus, se já saem no limite da capacidade de seus pontos, acabam recebendo mais passageiros no corredor Augusto Montenegro e ultrapassando a lotação permitida de até 14 passageiros em pé. Se este ônibus é flagrado acima da capacidade a empresa é autuada, mas isso é uma medida administrativa, na prática não há mais como esvaziar o veículo, porque você não tem como definir quem fica e quem desce do coletivo, que acaba tendo que seguir viagem assim. Portanto estamos atacando o problema na ponta, que é garantindo o respeito à ordem de serviço quanto à frequência e horários de viagens, mas é preciso que no decorrer do trajeto haja conscientização de operadores e usuários para respeitar as medidas”, detalha Ana Valéria Borges, superintendente da SeMOB.   

BRT – O mesmo trabalho ocorrerá no sistema BRT Belém, com pontos de orientação e fiscalização nos terminais Maracacuera e Tapanã, e na estação Maguari. Para garantir que não haja superlotação dentro dos ônibus articulados BRT, que permitem até 28 passageiros em pé, no horário das 6h30 às 10h também circularão dentro da canaleta exclusiva veículos da linha troncal, que têm capacidade de fazer embarque e desembarque de passageiros nos terminais e estações.

Paralelo a isso será realizada uma ação educativa para conscientização dos usuários do sistema de transporte público sobre a importância de seguir as medidas sanitárias de uso de máscaras e respeito ao distanciamento social. Arte educadores da Divisão de Educação para o Trânsito da SeMOB estarão nesta sexta-feira, entre às 7h30 e 10h, no terminal do Maracacuera, em Icoaraci, apresentando uma esquete sobre como o uso de máscaras nos ônibus, além de obrigatório, pode salvar vidas.

Noite – Para garantir que os protocolos sejam seguidos no horário de pico da noite, já a partir das 16h a SeMOB estará com equipes nas avenidas José Bonifácio, Magalhães Barata e Cipriano Santos, no bairro de São Brás, e também no Terminal São Brás do sistema BRT Belém. A SeMOB também está avaliando as ordens de serviço para garantir uma maior frota no período da noite, quando se projeta que haverá uma maior demanda concentrada de usuários próximo ao horário do toque de recolher, que proíbe a circulação nas ruas a partir das 22h.

O órgão ressalta que não haverá diminuição no horário de transporte público, nem mesmo do Sistema BRT Belém, tudo para assegurar que, ainda após o toque de recolher, os trabalhadores dos serviços essenciais tenham transporte público para retorno às suas residências. “Não podemos esquecer que transporte público é um serviço essencial, e por isso deve ser assegurada a sua regularidade”, ressalta a superintendente.

Belém segura – A operação da SeMOB, que conta com apoio da Guarda Municipal de Belém (Gbel), integra a ação Belém Protegida, que congrega diversos órgãos municipais para assegurar o cumprimento do decreto em pontos distintos da cidade além do transporte coletivos, como em feiras e logradouros públicos. É, também, um trabalho que conta com o diálogo junto aos demais municípios da Região Metropolitana de Belém, locais de origem de muitas linhas que fazem parte do trajeto na capital. 

“Contamos com a parceria das demais prefeituras para que também façam um trabalho de fiscalização do transporte em seus municípios, para que se evite que esses ônibus já entrem em Belém sem respeitar os protocolos de segurança, com superlotação. É preciso que todos façam a sua parte, nós, enquanto poder público, operadores do sistema e usuários, para que possamos de fato conter a proliferação do novo coronavírus e garantir maior segurança para todos”, finaliza a superintendente da SeMOB.

Por: Esperança Bessa

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.