Conecte-se conosco

MUNICIPIOS

Comitê Municipal de Enfrentamento à COVID-19 realiza reunião para debater medidas mais rigorosas para conter o avanço do novo coronavírus em Altamira

Horas antes do Decreto Estadual ser divulgado na noite de ontem, terça-feira (02) pelo governador do Estado, o Comitê Municipal de Enfrentamento à COVID-19 se reuniu na sala de treinamentos da Prefeitura de Altamira no final da tarde, com o objetivo de discutir a atual Situação Epidemiológica na cidade e debater medidas mais rigorosas para conter o avanço do novo coronavírus.

O enfermeiro da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde, Osvaldo Damasceno, afirmou que a reunião em caráter emergencial se fez necessária para definir novas determinações para o enfrentamento da Covid-19, em Altamira.

“Foi analisado o quadro da situação em função do aumento crescente de número de leitos ocupados e do número de óbitos que, inclusive, também aumentou e nós avaliamos que é necessário ter medidas de restrições mais rígidas das que já estão em vigor, até porque na avaliação das forças de segurança, as pessoas não estão respeitando os horários estabelecidos no decreto municipal, incluindo a venda de bebidas alcoólicas”, afirmou o enfermeiro.

E aproveitou para lembrar que “a cidade não pode ter um decreto mais flexível do que o decreto estadual, mas pode fazer um decreto em cima das normativas estaduais e se achar que é necessário, restringir um pouco mais”.

A reunião surge devido à preocupação da gestão em conter as aglomerações, festas clandestinas, e várias cenas de desrespeito às medidas previstas no Decreto 053 de 2021. Diversas ações de fiscalização e orientação acontecem no município desde o mês de fevereiro, quando se intensificou o alerta para o crescente número de casos registrados todos os dias na cidade. O Comandante da Guarda Municipal alerta que os jovens precisam entender o momento atual e respeitar o decreto em vigor.

“A população mais jovem que ainda não está atendendo às reinvindicações do município e do estado, não está acompanhando no mesmo ritmo que está se desenvolvendo o novo coronavírus. Então a gente tem intensificado com as outras forças de segurança para que consigamos diminuir a intensidade de propagação do vírus. As medidas restritivas até o momento tomadas pelo município e estado, não estão sendo atendidas por alguns comerciantes e uma parte da população.

Maurício Nascimento, diretor da 10ª Regional de Saúde da Sespa, participou da reunião e informou que o estado irá aumentar a oferta de leitos para a região do Xingu.

“Estamos aumentando e ampliando e os leitos clínicos Covid-19 em Altamira, com a contratação do Hospital Santo Agostinho. A Sespa já ampliou 20 leitos UTI e 10 clínicos para tratamento da Covid-19 no Hospital Regional Público da Transamazônica, porém essa semana, com a elevação dos casos observamos que a demanda da oferta precisa imediatamente ampliar, e com isso, o governador mandou fazer a contratação”.

A reunião contou com a presença de autoridades municipais e estaduais, além de representantes da sociedade civil. Para evitar aglomeração, alguns participaram por vídeo conferência.

Após horas de discussão e muito debate, a Prefeitura Municipal de Altamira informou que vai editar um novo decreto, acompanhando as medidas mais restritivas do Decreto Estadual, que serão necessárias para a realidade atual do município, tudo para impedir o colapso da rede municipal de saúde e uma crise sanitária sem precedentes, que poderia ocorrer com o agravamento do número de infectados.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.