Conecte-se conosco
Foto: Reprodução / Fonte: Portal Cultura

ECONOMIA PARAENSE

Litro do açaí está 31% mais caro que em 2020, aponta Dieese

Segundo o levantamento, o aumento do valor varia em função dos locais de venda

O Açaí consumido pelos paraenses está mais caro. Segundo levantamento do Dieese/PA, depois de reajustes bem superiores à inflação, no ano passado, o produto já iniciou 2021 com os preços em alta. O órgão acompanha a trajetória dos preços do produto (já preparado em litro), com pesquisas semanais, em feiras livres, supermercados e outros pontos de venda, na Região Metropolitana de Belém.

De acordo com o levantamento, nos últimos 12 meses, o preço do litro do açaí comercializado teve a seguinte trajetória: O litro do tipo Médio, por exemplo, (o mais consumido), em janeiro de 2020 custava, em média, R$ 17,01 e fechou o ano comercializado, em média, a R$ 17,96. Em janeiro deste ano, o produto estava sendo comercializado, em média, por R$ 22,32. Com isso o litro de açaí do tipo médio apresentou alta no primeiro mês deste ano de 24,24% em relação ao mês anterior (dezembro de 2020). O levantamento aponta também que, nos últimos 12 meses, a alta acumulada neste tipo de açaí alcançou cerca de 31% contra uma inflação de 5,53% calculada para o mesmo período.

O Dieese/PA explica que os preços do litro de açaí são diferenciados em função dos vários locais de vendas. Por isso, existem diferenças de preços entre as várias feiras e pontos de vendas espalhados pela cidade, bem como também entre os supermercados que comercializam o produto. Na última semana do mês de janeiro deste ano, o litro do açaí médio foi encontrado pelo órgão com os seguintes preços: Nas feiras livres, o menor preço encontrado foi de R$ 12,00 e o maior R$ 20,00. Já nos supermercados, o preço do produto foi encontrado com preços em torno de R$ 25,00.  

O açaí do tipo grosso também está mais caro. Em janeiro de 2020, o litro do mesmo custava em média, na Grande Belém, R$ 25,32; e encerrou o ano, custando em média R$ 27,43. Já em janeiro de 2021 eve um salto e passou a ser comercializado, em média, a R$ 32,40, o litro, apresentando uma alta de 18,09% em relação ao mês de dezembro de 2020. Além disso, nos últimos 12 meses, a alta acumulada neste tipo de açaí alcançou quase 28% contra uma inflação de 5,53% calculada para o mesmo período. 

As pesquisas do Dieese/PA mostram, ainda, que o preço do litro do açaí grosso foi encontrado na última semana do mês de janeiro de 2021, nas feiras livres, custando em torno de R$ 25,00 e nos supermercados sendo vendidos até por R$ 36,00. A estimativa do órgão é que essa tendência de alta continue se confirmando em março.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
To Top