Conecte-se conosco
Foto: Reprodução / Fonte: Blog Zé Dudu

FUTEBOL

Copa Verde | Na tarde deste domingo, Remo elimina o Independente nos pênaltis e Paysandu perde para o Manaus

A Copa Verde da edição de 2020 definiu dois classificados para as semifinais da competição. Na tarde deste domingo (7), duas partidas movimentaram quatro equipes pelos jogos de volta das quartas de final: o Paysandu enfrentou o Manaus (AM), no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, enquanto que o Remo encarou o Independente, no Estádio Municipal Antônio Dias, o Navegantão, em Tucuruí. 

Em Belém, melhor para o Gavião do Norte, que despachou o Papão, por 2 a 1, em pleno Mangueirão, e chegou na semifinal. O primeiro gol da partida foi assinalado contra, quando o atacante Flávio do Paysandu tentou cortar a bola em um escanteio e cabeceou para o fundo da sua própria meta, aos 38 minutos do primeiro tempo. No segundo tempo, o time amazonense virou, depois que Gabriel Davis recebeu na entrada da área e chutou colocado, aos 13 minutos. O Papão diminuiu com o gol do atacante Marlon, aos 22 minutos. 

Já no Navegantão, o Galo Elétrico bateu o Leão Azul por 3 a 1. Os gols somente no segundo tempo. O atacante Joãozinho, aos seis minutos, abriu o placar para o Independente. O Remo foi para cima e empatou com Felipe Gedoz, aos 13 minutos. Só que o time da terra da energia passou a frente novamente com o tento de Paulinho, aos 15, e ampliou com Marcus, aos 45 minutos. Com o placar, a decisão da vaga foi para os pênaltis, já que o Leão havia vencido o jogo de ida, por 2 a 0. 

Nos pênaltis, o Leão Azul venceu por 3 a 0 e se garantiu nas semifinais da Copa Verde. Felipe Gedoz, Wellington Silva e Rafael Jansen marcaram os gols do Remo, enquanto que Ray Gol, Rafael Vioto e Yuri perderam para o Independente. Com a classificação, o Remo encara o Manaus em jogos de ida e volta.

O jogo: Paysandu 1 x 2 Manaus – Papão eliminado!

O Paysandu até começou bem a partida. Luiz Felipe recebeu bom passe e sozinho demorou para finalizar, o goleiro Rafael defendeu para o Manaus. O Gavião teve a chance logo em seguida, quando foi a vez de Márcio Passos ficar de frente para o crime, mas o jogador manauara chutou e a bola passou tirando tinta da trave do goleiro Paulo Ricardo, saindo pela linha de fundo. 

O Papão respondeu com Marlon, que disparou e acertou a bola na trave. Quem acertou a bola na rede foi o atacante do Paysandu, Flávio, mas contra. Após cobrança de escanteio, o jogador bicolor subiu para cortar e marcou de cabeça contra o próprio patrimônio, aos 38 minutos do primeiro tempo. Na etapa final, o Gavião amplio: Gabriel Davis recebeu da entrada da área e acertou um chute colocado, aos 13 minutos.

Com a desvantagem, o Paysandu não tinha outra alternativa a se lançar ao ataque e buscar no mínimo o empate que levaria a decisão da vaga para os pênaltis. O zagueiro Luís Fernando, da equipe amazonense, fez lambança e entregou nos pés do atacante Marlon, que não perdoou e descontou para o time paraense, aos 22 minutos. O time bicolor buscou o empate, mas sem sucesso. Placar final: Paysandu 1 x 2 Manaus. Como no primeiro jogo as duas equipes empataram em 1 a 1, o Gavião do Norte avançou para as semifinais.

O jogo: Leão classificado no sufoco!

O Remo não teve vida fácil em Tucuruí e passou um sufoco danado para classificar. Após ter vencido o primeiro jogo em Belém, por 2 a 0, o Leão Azul tentou cozinhar a partida contra o Galo Elétrico e se deu mal. Logo na primeira etapa, o time da terra da energia teve boas chances de marcar com Marcus, Fagner e Railson. O time azulino só teve uma oportunidade com o atacante Wallace, que chutou para fora da meta de Gerson. 

Os gols da partida saíram somente na etapa final do espetáculo. Logo aos seis minutos, em uma bola na área, a zaga azulina não conseguiu cortar e o atacante Joãozinho mandou para o gol. O Leão não demorou para empatar, depois que Wellington Silva deu um belo lançamento para o atacante Augusto, que chutou e a bola passou por baixo do goleiro Gerson e tocou na trave, na sobra, Felipe Gedoz soltou a bomba e deixou tudo igual, aos 13 minutos. 

O Independente saiu rapidamente para o contra-ataque e Paulinho acertou um chute cruzado, vencendo o goleiro Vinícius, aos 15 minutos. O técnico interino do Remo, João Neto, o Netão, reclamou com a arbitragem e acabou expulso. O Galo Elétrico foi para cima e conseguiu buscar o terceiro gol. Após uma sobra de bola na área, Marcus chutou e marcou, aos 45 minutos. Placar final: Independente 3 x 1 Remo. No placar agregado, o duelo terminou empatado em 3 a 3 e com isso a decisão da vaga foi para os pênaltis.

O time da casa começou a série com Ray Gol, que bateu rasteiro e o goleiro Vinícius defendeu. O Leão Azul foi para a primeira cobrança com o meia Felipe Gedoz, que chutou rasteiro e a bola bateu no ferro dentro do gol, confundindo até os narradores, 1 a 0. Na segunda cobrança do Galo, Rafael Vioto deslocou o goleiro Vinícius, mas chutou para fora. Wellington Silva cobrou a segunda do Remo e não deu chances ao goleiro Gerson, 2 a 0. O zagueiro Yuri bateu para o Independente e isolou. O Leão fechou o placar com Rafael Jansen, que chutou no meio gol e marcou. Placar final: Independente 0 x 3 Remo.

Por Fábio Relvas

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
To Top