Conecte-se conosco

ANANINDEUA

Menino de 06 anos morre depois de provável erro médico no Hospital Santa Maria em Ananindeua

A criança sofria de asma e foi levado ao Hospital Santa Maria com quadro de insuficiência respiratória.

Crédito: Arquivo pessoal / Fonte: Correio Paraense

A morte de Luís Asafe Furtado Balbis de 06 anos, aconteceu no último sábado dia 30/01, mas só foi divulgada ontem (01/02) pela família a mídia local. Conforme familiares, a criança morreu após ter uma crise de asma e receber um medicamento quando foi atendida no Hospital Santa Maria, em Ananindeua.

Testemunhas relataram que a criança deu entrada no hospital no começo da noite da última quinta-feira, 28. Segundo o relato, o menino estava agitado, foi quando uma enfermeira teria aplicado o remédio para tranquilizá-lo. A mesma teria dito que o procedimento era necessário para a realização da coleta de sangue, depois da aplicação a criança começou a passar mal no colo da mãe.

Depois da morte do pequeno Luís Asafe, o hospital relatou a família que as complicações podem ter sido ocasionadas devido a Covid-19, mas segundo familiares e amigos foi solicitado um laudo de perícia ao Instituto Médico Legal (IML) Renato Chaves para comprovar o provável erro médico, também segundo eles, esse laudo deve sair com 30 dias.

A documentação abaixo mostra a declaração de Óbito emitida pelo Hospital e o Boletim de Ocorrência feito pela família:

O corpo da criança foi velado no Conjunto Guajará II na 5° Rua na casa de número 100.

Ontem (01/02) durante a noite, parentes e amigos se reuniram em frente ao Hospital Santa Maria e fizeram um protesto pacífico pela morte do pequeno Luís Asafe.

Esperamos que tudo se esclareça e que a justiça seja feita, o Portal Correio Paraense se solidariza com a família neste momento de luto.

Deixamos aqui aberto o espaço a Direção do Hospital Santa Maria para prestarem o devido esclarecimento sobre o caso aos familiares e leitores deste portal.

Propaganda
3 Comments

3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.