Conecte-se conosco

POLÍCIA

Polícia Civil intensifica os trabalhos durante operação Festas Seguras em Belém e balneários do estado

Foto: Arquivo / Leandro Santana / Ascom PCPA / Fonte: Agência Pará

Durante a operação Festas Seguras, neste final de ano, a Polícia Civil atuará em duas frentes de trabalho. a primeira está relacionada à operação Lei Seca, realizada em parceria com o Departamento de Trânsito do Estado (DETRAN), por meio da Secretaria de Segurança Pública. As equipes estarão nos municípios de Barcarena, Santa Bárbara, Mosqueiro, Salinópolis e Marituba, reforçando as unidades policiais no recebimento de possíveis procedimentos policiais apresentados pelo Detran em relação ao crime de alcoolemia e de registro de danos, no caso de acidentes.

A outra frente de trabalho conta com a Divisão de Polícia Administrativa (DPA), que vai fiscalizar a atuação festas, bares e restaurantes. “Para esta atuação, foi montada uma comissão dentro da Polícia Civil em que foi feito um estudo pertinente às restrições sanitárias e medidas de restrição estabelecidas pelo governo do Estado, decretos municipais e também algumas decisões judiciais liminares que restringem a fiscalização de bares e restaurantes. Teremos o reforço, principalmente, em Salinas e Mosqueiro”, enfatizou a delegada Daniela Santos, delegada-geral adjunta. A delegacia de Outeiro também terá o efetivo reforçado.

A Diretoria de Polícia Administrativa (DPA) estará com equipes fiscalizando estabelecimentos comerciais referentes ao alvará de funcionamento e licenças municipais. Em relação ao cumprimento de horário, em Belém, os estabelecimentos não poderão funcionar no dia 31 a partir das 18h até às 11h do dia 1°. Essa não abertura de estabelecimentos se estende a Icoaraci, Outeiro e Região das Ilhas. “Em Salinópolis e Mosqueiro, as nossas equipes atuarão com apoio da DEMAPA e Diretoria de Polícia do Interior, fiscalizando o cumprimento dos decretos estadual e municipal e o funcionamento regular do estabelecimento de acordo com o que for permitido e estabelecido no alvará e decretos”, explicou a delegada Soranda Noascimento.

“O trabalho da DPA e Divisão Especializada em Meio Ambiente e Proteção Animal (DEMAPA) será feito de forma integrada com a Polícia Militar, de acordo com as liminares, decisões judiciais e decretos municipais em relação ao quantitativo de pessoas existentes no estabelecimento”, explicou o delegado-geral Walter Resende.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.