Conecte-se conosco
Foto: Reprodução / Fonte: Agência Pará

PARÁ

Detran reforça fiscalização na praia do Atalaia, em Salinas

Operação Festas Seguras realizada pelo Departamento de Trânsito do Estado (Detran) segue com as equipes atuando em locais de maior fluxo de pessoas

Garantir a segurança de trânsito às pessoas que buscaram o município de Salinópolis para passar as festas de final de ano é o objetivo da Operação Festas Seguras realizada pelo Departamento de Trânsito do Estado (Detran). As equipes de fiscalização estão em Salinas desde o dia 22 deste mês de dezembro, e a partir desta semana reforçam a atuação nas praias, em especial a do Atalaia, onde há o maior fluxo de banhistas.

Barreiras são montadas diariamente no acesso à praia para coibir irregularidades, principalmente o não uso do cinto de segurança, alcoolemia, excesso de passageiros e pessoas no compartimento de carga do veículo, que são as infrações mais recorrentes até o momento.

A semana iniciou com 40 agentes de trânsito envolvidos na fiscalização, número que aumentará a partir desta quarta-feira(30), antevéspera do Ano Novo. “A presença ostensiva reprime condutas que podem trazer insegurança tanto para os condutores quanto para os banhistas que circulam na praia e nas rodovias”, avalia o agente de Fiscalização de Trânsito do Detran, Walisson Souza.

Além do teste do bafômetro, o Detran também observa a documentação dos condutores e dos veículos. 
Todos os ambientes estão sendo fiscalizados e o Detran orienta aos condutores observarem as placas sinalizadoras dos limites de velocidade, que variam entre 60 e 80 km/h. 

Para coibir o excesso de velocidade, o Detran faz uso de radares portáteis na rodovia PA-444, onde o limite de velocidade é de 60 km. No início da operação os agentes registravam, em média, 400 imagens por dia de veículos transitando acima da velocidade permitida. Em menos de uma semana esse quantitativo caiu para 100 ou até menos imagens por dia, o que demonstra o benefício da presença do órgão na via. “As pessoas estão mais conscientes porque sabem que estamos aqui e procuram ficar mais atentas”, explica a agente de trânsito Nívea Gorayeb.

O número de ocorrências também teve queda na área da praia, onde é permitida a circulação de veículos. O Detran atua com equipes específicas que observam comportamentos perigosos, como excesso de velocidade, manobra perigosa, pessoas dirigindo sem cinto de segurança, alcoolizadas ou falando ao celular, e transporte de crianças no banco da frente, que colocam em risco a vida dos banhistas. 

Outra atenção é com o uso de transportes de lazer muito utilizados no Atalaia, como bugres, motos de corrida e quadriciclos. O Detran esclarece que o uso desses veículos não é proibido, porém deve ser utilizado na área das dunas e do pedral, onde não há circulação de pessoas.

Além disso, os agentes realizam ação educativa para evitar a poluição sonora causada por sons automotivos. A família do administrador Ricardo Valente foi orientada pelos agentes do Detran a baixar o som. “Achamos interessante essa orientação, porque nem sempre nos damos conta de que a nossa atitude está prejudicando quem está ao nosso lado”, declarou.

SINALIZAÇÃO

O Detran instalou na manhã desta terça-feira (29) uma placa informativa voltada aos turistas que estão chegando a Salinópolis. A placa de aproximadamente 14 metros fixada cerca de 300 metros da praia do  Atalaia contém informações sobre a localização das principais praias e chama a atenção para a obediência à legislação de trânsito.

O objetivo é auxiliar os visitantes para o uso adequado da circulação do condutor. O coordenador de Engenharia de Trânsito, Ivan Campos, acompanhou a ação e adiantou que a iniciativa faz parte do projeto Sinalização Turística, que prevê a instalação de Painéis Eletrônicos de Informações Variáveis (PMV) em todas as rodovias estaduais do Estado.

“Esses painéis são feitos com tecnologia de última geração e vão fornecer todo tipo de informação ao condutor, como a temperatura da localidade, as condições da via, a situação do trânsito, a sinalização de acesso a praias, permitindo que as pessoas sejam orientadas sobre as condições do lugar em que elas estão transitando”, explica o coordenador de Engenharia de Trânsito.

Por Leidemar Oliveira (DETRAN)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
To Top