Conecte-se conosco

POLÍCIA

Governo garante segurança na hora das compras de final de ano

Ações seguem até o dia 4 de janeiro de 2021, com o reforço no efetivo diário de mais 1,5 mil agentes por todo o Pará

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Pará

A aproximação das festas de Natal, Ano Novo e o recebimento do 13° salário intensificam a movimentação nas áreas comerciais do Estado. Seja para comprar roupas novas, decorações ou presentes, as pessoas que transitam pelo comércio de Belém, afirmam que o clima é de tranquilidade, especialmente, pela presença da Polícia Militar do Pará nas ruas.

A pescadora Josielma Santos faz, todos os anos, as compras dos presentes natalinos de familiares e amigos no comércio da capital e afirma que, antigamente, o sentimento de medo tomava conta. “Nós já chegávamos agoniados pra comprar, com medo de assalto. Agora, podemos ver efetivamente a presença da polícia pelas ruas, o que nos deixa confortáveis e tranquilos para fazer as compras de fim de ano”, conta.

Operação Integrada “Festas Seguras”, lançada no dia 3 de dezembro, pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), conta com o reforço no efetivo diário de mais 1,5 mil agentes por todo o Pará, que atuam preventivamente nas áreas comerciais e no entorno de agências bancárias em 27 bairros da capital, na Região Metropolitana de Belém e em mais 14 cidades que sediam as Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps).

“Queremos garantir a segurança da população por todo o Pará e não só na Região Metropolitana. Nossa missão, especialmente no mês de dezembro, com a maior circulação de valores, é combater os crimes patrimoniais” – Ualame Machado, secretário de Segurança Pública e Defesa Social.

Segundo o tenente coronel Marcelo Siqueira, comandante do 2º Batalhão da PM, a Operação é determinante para o sucesso do comércio, da rede bancária e do direito de ir e vir da população. “Atuamos para prevenir ilícitos penais, crimes no varejo, como pequenos furtos e roubos, e o oportunismo que é ocasionado pela incidência da maior movimentação de recursos financeiros nesse período”, explica.

O auxiliar de serviços gerais Rui Santana transita, diariamente, pelas proximidades do comércio e utiliza os serviços bancários na área há muitos anos. Ele afirma que, nos últimos dois anos, passou a ser comum ver a polícia pelas ruas de Belém.

“Agora mesmo passaram três viaturas e uma equipe de policiais a pé. Nos sentimos muito mais seguros, porque inibe a atuação dos bandidos. Quando eles veem que tem policiamento, eles não agem”, afirma. Desde o lançamento da Operação, não foram registradas ocorrências graves, como latrocínios, homicídios e roubos graves na área comercial.

A operação segue até o dia 4 de janeiro de 2021 e conta com ações de moto patrulhamento, policiamento montado, ostensivo a pé, aéreo, rádio patrulhamento (viaturas), comunicação com o Centro Integrado de Operações (Ciop), além das ações dos núcleos de inteligência do Sistema de Segurança Pública. Ao todo, 227 viaturas de duas e quatro rodas fazem parte da Operação.

O lojista Humberto Aragão, que atua no ramo de venda de utensílios domésticos, afirma que a segurança da área comercial melhorou muito. “Vemos os agentes fazendo rondas a pé, a todo tempo passam viaturas. Ações como essa diminuem muito a bandidagem no centro comercial e garantem maior segurança pra nós, lojistas, e pros nossos clientes”, assegura.

Em 2020, durante todo o ano, o Pará apresentou redução nos índices de criminalidade. Segundo o titular da Segup, o intuito é avançar nas conquistas. “Alcançamos a marca, neste ano, de ser o Estado com a maior redução de criminalidade no país e seguimos fortalecendo e dando continuidade no nosso trabalho”, ressalta.  

DENÚNCIA

Para denunciar, ligue para o Disque Denúncia (181), mande mensagem pelo whatsapp (91) 98115-9181 ou via Ciop no 190.

Por Giovanna Abreu (SECOM)

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.