Conecte-se conosco
Foto: Reprodução / Fonte: Correio Paraense

BELÉM

Depois de tanto estresse, formanda se filma com seu maior desafio: O BRT

Ela terminou a faculdade e o BRT não ficou pronto!!! Raissa Ferreira, conheça a estudante que viralizou com foto e vídeo feitos no BRT

O Sistema de transporte em massa BRT Belém, que foi projetado pela Prefeitura de Belém com execução e construção da Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb), ligando a cidade de São Brás até Icoaraci, com um investimento de aproximadamente R$ 263,6 milhões. Teve sua obra iniciada em junho de 2015. Durante esse período o projeto e seus transtornos deram muito pano pra manga e transformaram a vida de muita gente.

A Demora na conclusão das obras causaram transtornos diários à população paraense. O trânsito no local sempre exigiu muita paciência de motoristas, ciclistas, motociclistas e pedestres que sempre reclamaram das condições de tráfego na avenida Augusto Montenegro, entre eles encontramos a história de Raissa Ferreira, 24 anos e ex-estudante de Engenharia Mecânica que celebrou na última sexta-feira 29/10 a sua conquista na faculdade fazendo um vídeo no BRT.

Assista: O vídeo é uma sátira do vídeo da Mc naninha

Do que adianta ser bonita
e ser analfabeta
Eu sou formada
Mas só falo merda

Amalfabeta – MC Naninha

Raissa nos conta sua história de amor e ódio com o BRT

Desde que as obras do BRT começaram por volta de 2013 sofri muito com a mobilidade aqui em Belém. Estudei no centro tanto no ensino médio quanto no superior, quando as obras vieram pra Augusto Montenegro esse cenário piorou ainda mais. Em 2015 quando entrei na faculdade passava cerca de 2h no ônibus até chegar no meu destino, diversas vezes chorei de raiva e desisti no meio do caminho de tão estressante que era a situação, até fui bloqueada no perfil da Prefeitura de tanto que reclamei das obras enquanto estava no ônibus (que nessa época já beiravam uns 4 anos de construção).

Nesse dia voltei pra casa, passei pela estação e lembrei de toda essa correria que era pra chegar na faculdade, resolvi fazer esse vídeo no local porquê apesar de toda dor de cabeça é algo marcante na minha vida acadêmica. Pros presentes estudantes e até mesmo trabalhadores que sofrem cotidianamente com a falta de mobilidade urbana e a péssima logística de transporte da nossa cidade, a dica que dou é ter muita paciência e perseverança.

O dia-a-dia é muito desgastante tanto pro físico quanto pro nosso psicológico mas o final é muito gratificante, isso eu garanto.

Por: Raissa Ferreira

Por: Lia Corpes

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
To Top