Conecte-se conosco

ENTRETENIMENTO

Artista do Marajó supera doença com pinturas e interpretação de lendas amazônicas na internet

Foto: Reprodução / Fonte: PORTAL AMAZÔNIA

Ronny Silva nasceu e cresceu na cidade de Muaná, no Arquipélago do Marajó, no Pará, tem 26 anos e é pedagogo por formação. Desempregado, em meio à pandemia do novo coronavírus, se reinventou e viu na arte a saída para seus medos.

“Comecei a fazer pintura artística corporal no início da quarentena, para tentar distrair a mente e me livrar do mau da ansiedade e crises de pânico e passei a divulgar nas redes sociais, e sempre que sentia que estava novamente com crise, fazia outro vídeo para me distrair e ocupar a mente, e hoje me sinto curado”, disse.

O trabalho, que começou por hobbie, ganhou visibilidade na internet ao ter a cultura marajoara representada nas pinturas de Ronny. Segundo o artista, essa temática regional é o diferencial no que faz.

“Eu valorizo e amo muito a nossa cultura local, nossas lendas, nossa grande riqueza de mitos e contos. Lembro das histórias que meu avô sempre me contava quando eu era criança”, disse.

De família, o artista não traz só o apego às narrativas orais da cultura local, mas, instruído pelo trabalho do pai, faz da criatividade sua inspiração.

“Eu aprendi a desenhar com o meu pai, que é carpinteiro e desenha barcos. A pintar, eu aprendi em um mini curso no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da cidade. Sou de família carente e sempre participei de projetos sociais. Tudo que vejo eu quero criar e acho que tudo me inspira, até uma simples borboleta me inspira”, lembra o artista.

Além da pintura, Ronny desenvolve um trabalho com ator e junto com amigos está produzindo um filme de drama e comédia, que conta a história de uma personagem ribeirinha da cidade e será lançado em breve.

Hallowlendas

Embalado pelo clima de Hallowen (Dia das Bruxas), Ronny encarou o desafio da internet ao cantar a música Marajó Meuã, do grupo de carimbó Os Muanãs, enquanto se maquiava. Confira o challange:

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.