Conecte-se conosco

ESPORTES

“A persistência supera o talento”, diz Wellington Garcia em aula de Motocross no Pará

Foto: Reprodução / Fonte: Correio Paraense

O piloto e vencedor do Campeonato Brasileiro de Motocross, Wellington Garcia, esteve no Pará, no último final de semana, para ensinar os pilotos de Motocross a se aperfeiçoarem nas técnicas do esporte. As aulas foram no Ct do Tatu, em Paragominas, Sudeste paraense.

Em 2019, Wellington Garcia foi campeão brasileiro de Motocross na categoria MX Pró. O piloto, que se aposentou em 2016, correu ano passado, 2019, só para brincar nas pistas, e acabou levando mais um pódio, somando aí 11 títulos no Campeonato Brasileiro, entre as categorias 65cc, 85cc, MX2 e MX1 e Nacional Pró.

Gaudenio Toscano, piloto paraense que corre com o número 3, foi quem trouxe o piloto goiano para fazer o curso no Pará. Foi o primeiro curso ministrado por Wellington Garcia no Estado. “O que eu tento fazer no curso é orientar os pilotos para a segurança devida e ensinar como andar certo, porque quando a gente anda certo, a gente começa andar mais rápido e sem fazer força. Quando fazemos muita força andando de moto é porque provavelmente estamos andando errado”, explicou o Wellington Garcia.
O atleta também destacou que gosta de ensinar os pilotos porque acredita que ninguém é melhor que ninguém e que Deus dá oportunidades para todos, mas tudo depende do comprometimento e esforço de cada um. “Quando eu comecei, as pessoas falavam para o meu pai que eu era ruim, que não tinha talento, mas eu sou a prova viva que a persistência supera o talento e eu acredito muito nisso. Meu propósito maior no curso é mostrar isso para os meninos”, disse o piloto.

Nilson Gusmão, dono da Traterra e proprietário do Ct do Tatu, apelido usado por ele nas competições de Motocross, disse que o local já foi escolhido para vários cursos, mas que está em seus planos repetir o de Motocross com Wellington Garcia. “Às vezes o pai dá uma moto para o filho que não sabe andar corretamente e se machuca. Queremos incentivar o esporte de forma segura. Dificilmente alguém que pratica esporte vai para as drogas e também muda a visão da vida”, detalhou o empresário, que também ajuda e incentiva as crianças e adolescentes do Projeto Menino Feliz na prática esportiva.

O piloto também parabenizou a postura de Wellington Garcia. “Ele é muito simpático, sabe pilota, é campeão brasileiro e também sabe passar as instruções. Sabemos que as crianças que estão no projeto Menino Feliz e que praticam esportes, dificilmente vão fazer coisa errada, porque o esporte ensina e, inclusive, é antidepressivo, que é a doença do século”, disse Nilson Gusmão, que já teve o esporte como forte aliado para vencer a depressão.

O curso foi limitado a 15 pilotos, para que os participantes recebessem a atenção necessária. Os pilotos gostaram do curso. “O curso ensina as técnicas e é muito bom para pegar preparo”, concluiu Angelo Clayton, piloto de Benevides que corre com o número 313, e foi até Paragominas para participar das aulas. 

O público pode seguir o trabalho de Wellington Garcia no canal do YouTube: Wellington Garcia.

Por: Rosiane Rodrigues

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.