Conecte-se conosco
Foto: Reprodução / Fonte: Blog Zé Dudu

FUTEBOL

Paysandu vence o Remo no último lance e volta a conquistar o título de campeão do Parazão

O volante Anderson Uchôa marcou o gol da vitória bicolor, que garantiu o 48° título estadual

O Paysandu Sport Club é o campeão paraense da temporada de 2020. O Papão voltou a conquistar o Parazão, após dois anos, neste domingo (6), quando venceu o seu maior rival, Clube do Remo, por 1 a 0, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém. Com a conquista, os bicolores chegaram ao seu 48° título de campeão estadual, abrindo dois a mais que o Leão, que tem 46.

O jogo foi decidido somente aos 50 minutos do segundo tempo, quando, em um contra-ataque mortal do Papão, Vinícius Leite se livrou da marcação pela esquerda e tocou no meio para o chute do volante Anderson Uchôa, que não perdoou e mandou para o fundo do barbante do goleiro Vinícius. O gol garantiu o título e quebrou a hegemonia remista, que vinha de um bicampeonato. Com mais um triunfo em cima do rival, o Papão chega a dez jogos sem perder para o Remo. A última derrota foi em 2018.

Agora as duas equipes vão virar a chave e focar no Campeonato Brasileiro da Série C. O Paysandu encara o Jacuipense (BA) na próxima quarta-feira (9), às 20h, no Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém. Já o Remo viaja até a Paraíba para enfrentar o Treze, na quinta-feira (10), às 20h, no Estádio Amigão, em Campina Grande. Ambas as partidas válidas pela quinta rodada do Grupo A da Série C.

O jogo: Papão campeão 2020!

O jogo começou truncado. O Paysandu conseguiu chegar primeiro: após troca de passes, PH arriscou de longe e mandou por cima da meta remista. O Remo deu o troco bem rapidamente, quando Tcharlles recebeu na direita e cruzou na medida para Zé Carlos, que cabeceou e a bola desviou no zagueiro Micael, indo para o escanteio. O Leão Azul teve uma falta da intermediária com o volante Charles, que mandou um balaço e a bola subiu demais. 

O Papão voltou ao ataque, tocando bem pelo meio, até o chute de Alan Calbergue, que mandou descalibrado para fora. O Remo quase marcou em bola parada: Charles cobrou escanteio e o zagueiro Fredson testou firme – a bola passou muito perto do travessão bicolor. O Leão começou a pressionar. O atacante Zé Carlos arrancou bem e chutou rasteiro; a bola desviou na zaga e foi para escanteio.

O primeiro gol quase saiu quando Marlon cruzou da esquerda e Tcharlles subiu de cabeça, acertando na trave do goleiro Gabriel Leite. As coisas pioraram para o Remo, quando o zagueiro Fredson recebeu o cartão amarelo, aos 37, e o cartão vermelho, aos 39 minutos, por falta mais forte no atacante Nicolas. Após algumas reclamações, o atacante Elielton do Paysandu recebeu cartão amarelo no banco de reservas.

Apesar de um jogador a menos, o Leão seguia em cima do rival. Gelson lançou bola na área, Gustavo Ermel ajeitou no peito e tocou no meio, mas Lucas Siqueira não conseguiu marcar. Em mais duas chances, o Remo poderia ter saído com a vitória no primeiro tempo. Gustavo Ermel recebeu na esquerda e disparou, a bola desviou na zaga e foi para escanteio. Na cobrança, a bola chegou no segundo pau para Gelson, que desviou por cima da meta.

No segundo, após lançamento na área bicolor, Gelson dominou e adiantou a bola; o goleiro Gabriel Leite, esperto, saiu no lance e ficou com a redonda. Na outra jogada remista, Gustavo Ermel arrancou e resolveu arriscar de longe, mas mandou muito mal, sem direção. A primeira descida do Paysandu foi quase que fatal: Vinícius Leite se livrou da marcação pela esquerda e cruzou na área, a bola passou na segunda trave e chegou para o chute de Tony; o goleiro Vinícius realizou milagre e salvou o Leão.

Na outra tentativa do Papão, Vinícius Leite recebeu lançamento e de frente chutou por cima da meta de Vinícius – que chance perderam os bicolores. Na terceira chance de Vinícius Leite, o atacante bicolor deixou a marcação para trás e mandou por cima do travessão. O Remo deu o troco na cobrança de falta de Charles, mas a bola passou rasteira e saiu pela linha de fundo. O jogador mais perigoso do jogo, o atacante Vinícius Leite, do Papão, em mais uma tentativa, disparou colocado e a bola passou assustando o goleiro Vinícius.

O Paysandu começou a cozinhar o jogo. O lateral-esquerdo Diego Matos disparou rasteiro e a bola passou perto da meta remista. Luiz Felipe, do Papão, atingiu Lucas Siqueira, do Leão, e recebeu cartão vermelho direto, aos 35 minutos. Como precisavam do resultado, começou a bater o desespero nos azulinos. Em uma tentativa do volante Charles, o chute saiu muito alto sem sustos para o goleiro bicolor. O golpe final do Papão saiu aos 50 minutos: após um contra-ataque rápido, Vinícius Leite se livrou da marcação e tocou para o chute de Anderson Uchôa, que marcou e saiu para o abraço. Final de jogo: Remo 0 x 1 Paysandu. Papão campeão paraense de 2020.

FICHA TÉCNICA

REMO: Vinícius; Everton Castro (Carlos Alberto), Rafael Jansen, Fredson e Marlon; Lucas Siqueira, Djalma (Gelson) e Charles; Gustavo Ermel (Hélio Borges), Zé Carlos (Mimica) e Tcharlles. Técnico: Mazola Júnior.

PAYSANDU: Gabriel Leite; Tony, Micael (Wesley Matos), Perema e Bruno Collaço (Diego Matos); Anderson Uchôa, PH (Serginho) e Alan Calbergue (Luiz Felipe); Mateus Anderson (Uilliam Barros), Nicolas e Vinícius Leite. Técnico: Hélio dos Anjos.

  • Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
  • Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
  • Quarta árbitra: Elaine da Silva Melo (CBF-PA)
  • Cartões amarelos: Zé Carlos, Fredson, Marlon e Mazola Júnior (Remo); Micael, Elielton, Uilliam Barros, Anderson Uchôa e Perema (Paysandu)
  • Cartões vermelhos: Fredson (Remo) e Luiz Felipe (Paysandu)
  • Gol: Anderson Uchôa, aos 50 minutos do 2° tempo para o Paysandu
  • Local: Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém

Por Fábio Relvas

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
To Top