Conecte-se conosco

Policiais são suspeitos de forjar prova para prender homem e aparecer na televisão

Foto: Reprodução / Fonte: O Liberal

POLÍCIA

Policiais são suspeitos de forjar prova para prender homem e aparecer na televisão

Os policiais militares teriam pressionado a vítima a reconhecer homem como autor do estupro

Após forjarem a prisão de um homem, policiais militares são investigados por terem acusado falsamente de estuprar e matar uma jovem de 24 anos. A Polícia Militar de São Paulo (PMSP) recebeu a documentação do Poder Judiciário e instaurou um inquérito policial militar para apurar todas as circunstâncias relativas aos fatos. O morador de rua Clayton Silva Paulino Santos, de 34 anos, foi o acusado injustamente.

A vítima, identificada como Francisca Amanda da Costa Silva, foi encontrada com sinais de violência, em um terreno, na manhã do dia 29 de março, em São Mateus, zona leste de São Paulo (SP). O capitão André Silva Rosa chegou a aparecer em uma entrevista detalhando a ação, segundo informações dos jornais Folha de S. Paulo e Metrópoles.

Os policiais militares teriam pressionado a vítima a reconhecer Clayton Santos como autor do estupro. A ideia era citar uma tatuagem que o morador de rua tinha no braço, além de um boné preto. No entanto, uma segunda vítima de estupro foi ouvida pela Polícia Civil e reconheceu um outro suspeito, também morador de rua, Fernando Domingos dos Santos Dantas, de 30 anos, como autor do crime. O homem acusado primeiramente como autor do crime e citado pela reportagem foi solto, depois de ser expedido o alvará de soltura pelo Tribunal de Justiça.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
To Top