Conecte-se conosco
Foto: Reprodução / Fonte: Correio Paraense

PARÁ

Fábio Freitas vai solicitar emenda para pavimentação de trecho entre Novo Repartimento e Tucuruí

A pavimentação de 72km da BR-422, no trecho entre os municípios de Novo Repartimento e Tucuruí, no sudeste paraense deve ser viabilizada ainda este ano em atendimento às constantes reclamações de moradores locais que argumentam que “quando não é lama é poeira. Quando não é poeira é lama. A situação é precária”.

Os relatos foram ouvidos pelo líder do Republicanos da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), deputado Fábio Freitas, que está cumprindo agenda de trabalho em diversos municípios paraenses com a as Comissões de Prevenção às Drogas (Copred) e de Estudos para Modernização Tributária, as quais preside.

“São apenas 72 quilômetros entre as cidades e os motoristas deveriam gastar pouco mais de uma hora no percurso, mas a situação é bem diferente. Com atoleiros e lama em toda extensão, não só o tempo aumenta como prejuízos decorrentes de danos nos veículos, riscos de acidentes e cargas onera o bolso de motoristas na rodovia federal BR-422”, disse o parlamentar.

Ao escutar as demandas de quem vive na região, Fábio Freitas decidiu intermediar uma solução junto aos governos federal e estadual para viabilizar recurso por meio de emenda para esta obra.

“Vou solicitar ao Governo Federal, Governo do Estado, e até mesmo à bancada paraense em Brasília, emendas para a pavimentação da pista. Vou sensibilizar, mais uma vez, para viabilizarem uma indicação em bloco dos recursos das emendas impositivas da bancada paraense, garantindo recursos para a elaboração do projeto e as licenças ambientais, com vistas ao asfaltamento da BR- 422”, afirmou o deputado.

Além do asfalto, Fábio Freitas também irá reivindicar a reforma das pontes que ficam no trecho entre Novo Repartimento, Pacajá e Anapu, pois verificou que as pontes estão em condições precárias, sendo que algumas ainda são improvisadas com troncos de madeira.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda
To Top