Conecte-se conosco

MUNDO

Severa contaminação do novo coronavírus é descoberta em açougues chineses

Foto: Agência Brasil /Fonte: Extra

A China descobriu que os setores de comércio de carne e frutos do mar no mercado atacadista de alimentos de Pequim estão “severamente contaminados com o novo coronavírus” e suspeita que a baixa temperatura e a alta umidade da região possam estar contribuindo, disseram autoridades nesta quinta-feira.

O relatório preliminar é apresentado enquanto a capital do país enfrenta o ressurgimento dos casos da covid-19 na semana passada, ligados ao enorme centro de alimentos Xinfadi, que abriga armazéns e salas de comércio em uma área do tamanho de quase 160 campos de futebol.

O último surto infectou mais de 100 pessoas e levantou temores de contágio mais amplo na China. Entre os pacientes que trabalham no mercado de Xinfadi, a maioria serve em barracas de frutos do mar, seguidos pela seção de carnes. Segundo Wu Zunyou, epidemiologista chefe do Centro Chinês de Doenças Controle e Prevenção, pacientes oriundos desse comércio apresentaram sintomas mais cedo que outros.

 Baixas temperaturas favoráveis à sobrevivência viral e alta umidade podem ser possíveis explicações para os mercados de frutos do mar serem uma fonte de surtos com base em uma avaliação preliminar, disse Wu, alertando que mais investigações são necessárias. A China interrompeu as importações de fornecedores europeus de salmão nesta semana, em meio a temores de que possam estar ligados ao recente surto em Pequim.

 As autoridades de saúde também alertaram contra a ingestão de salmão cru depois que o vírus foi descoberto em tábuas usadas para o salmão importado, embora a origem do surto não seja conhecida. Os baixos padrões de higiene nos mercados atacadistas de alimentos e as vulnerabilidades em sua cadeia de fornecimento de alimentos precisam ser urgentemente abordados, afirmou nesta semana uma das principais entidades do Partido Comunista no poder.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Copyright © 2021 Correio Paraense todos os direitos reservados.